O Samurai e o Monge

 

“Ninguém recebe sapiência, é preciso descobri-la por si próprio”
– Marcel Proust

 

Um dia um samurai foi ver um monge e disse-lhe:

– Monge, ensina-me coisas sobre o céu e o inferno.

O monge levantou os olhos em direção ao enorme samurai e respondeu:

– Ensinar-te a ti sobre o céu e o inferno? Deves achar-te alguém de extraordinário, estás sujo, cheiras mal, o teu sabre está ferrugento. Quem é que poderia contratar um samurai como tu? És repugnante e tolo, vai-te embora daqui!

Os músculos do pescoço do samurai crisparam-se e as suas veias quase que rebentam de raiva, o samurai num gesto rápido e preciso saca do seu sabre para matar o monge.

No mesmo instante em que o samurai se prepara para separar a cabeça do corpo do monge, este olha para o samurai e diz-lhe:

– Isto é o inferno

O samurai compreendeu então que o monge quase sacrificou a sua vida para lhe dar este ensinamento, ficou de tal forma impressionado pela coragem e compaixão que o monge acabara de fazer prova, que guardou o seu sabre e se curvou perante este em sinal de respeito e apreciação pelo magnífico gesto do monge e disse:

– Nem acredito no que acabaste de fazer, arriscaste a tua vida para me ensinares.

O monge respondeu-lhe:

E isto é o céu.

O Que Te Disseram De Ti?

Se ninguém me tivesse dito quem eu sou, quem seria eu?
– Wayne Dyer

 

 

Que tenhamos ou não consciência disso, somos todos, aquilo que os nossos pais, o nosso meio e a nossa cultura fizeram de nós. Mesmo aqueles que se rebelaram contra, acabaram afinal por se posicionarem em relação a estas referências, pois foi contra estas que o fizeram.

 

Consegues lembrar-te? O que te disseram de ti?

Raros são aqueles que conseguiram sair totalmente ou completamente do quadro. Porque raros são aqueles que se permitem verdadeiramente ouvir-se, para escutar e seguir aquela pequena voz que vem de dentro, a voz do guia interior.

 

É tão mais fácil seguir um rumo já traçado, continuar numa via que nos é familiar, por mais desconfortável que seja.

E depois «Mas quem é que eu sou para querer “brilhar” assim? O que vão dizer aqueles que me são próximos? Que pensarão as pessoas de mim?»

 

No entanto, a nossa verdade presente, não é de todo aquilo que fizemos até hoje, mas sim aquilo a que nos sentimos compelidos a fazer, aquilo em que nos vamos transformar…essa é a nossa realidade.

 

A cada novo dia surge uma oportunidade de nos renovarmos, de nos reinventarmos. Nada nos obriga a impregnar o nosso presente e o nosso futuro daquilo que foi o nosso passado (estaria bem arranjado se o fizesse).

Podemos transformarmo-nos naquilo que quisermos desde que nos permitamos fazê-lo.

 

Escuta o que sentes profundamente, sem receares tomares-te por quem não és, por outro que tu, olha-te diferentemente, transforma-te…Esse «outro» és tu!

Gostas de desenvolvimento pessoal? Procuras formar-te e melhorares cada vez mais?

[fancy_box id=1]ENTÃO CLICA NESTE LINK[/fancy_box]

Pensa Como Um Rico Para Viveres Como Um Rico

Napoleon Hill, um dos mestres do desenvolvimento pessoal, escreveu um dia:

 

Já foi retirado mais ouro da mente do homem do que alguma vez poderá ser retirado do interior da terra.

 

Esta é uma das frases mais pragmáticas que demonstra a capacidade de realização humana.

 

Ao longo das eras, o homem tem procurado em seu redor os meios, as ideias, os mecanismos e até os segredos que possam conduzi-lo à prosperidade e riqueza. Contudo, a resposta para uma maior riqueza e realização pessoal encontra-se não no exterior, mas sim dentro de cada um de nós.

 

O caminho para a prosperidade não deve ser alicerçado apenas na ambição. O foco deve ser sempre a aquisição de conhecimento e o enriquecimento mental. Esta é a principal base para a construção da riqueza.

 

 

 

 

 

Nunca Menosprezes O Poder do Pensamento

 

 

São famosos os exemplos de pessoas que, contra todas as expectativas, conseguiram alcançar a riqueza. Apesar de terem crescido em ambientes pobres e de não terem tido acesso a condições privilegiadas, estas pessoas conseguiram construir impérios.

 

Mas será que que estas pessoas começaram com “nada”?

 

 

Não! Todos os exemplos de sucesso que possamos analisar começaram com algo em comum, o poder do pensamento e um mindset inabalável.

 

Nesta situação podemos definir “pensamento” como a união da imaginação, desejo e força de vontade. A força deste pensamento é essencial na construção de um caminho bem delineado rumo ao sucesso.

 

O pensamento pode conduzir à concretização de objetivos simples, como viagens ou a compra bens materiais, mas também pode levar ao alcance de resultados de outra grandiosidade.

 

 

Esta ideia pode ser facilmente reforçada através de exemplos concretos, tanto do passado como do presente.

 

Pensemos, por exemplo, no extraordinário inventor que foi Thomas A. Edison. De estudante problemático que acabou por fazer quase toda a sua educação em casa sob a tutela da sua mãe, Edison transformou-se num dos mais bem-sucedidos inventores e empresários da história.

 

 

Durante a sua vida, Thomas Edison registrou um total de 2.332 patentes e contribuiu de forma decisiva para o progresso da humanidade através de invenções como a lâmpada elétrica incandescente, o cinescópio, o gramofone, o dictafone.

 

Toda a sua vida foi pautada pela procura de novos conhecimentos e pelo desenvolvimento de novas ideias. Como resultado, além da imensa riqueza que acumulou, Thomas Edison conquistou um lugar na história.

 

Dos nossos tempos, podemos falar de Steve Jobs, um dos fundadores da Apple que conseguiu mudar por completo a realidade de seis indústrias diferentes: computadores, música, telefones, tablets, filmes de animação e conteúdo digital.

 

 

Tal como Thomas A. Edison, também Steve Jobs conquistou um papel especial na história devido à sua capacidade constante de inovar e de procurar oportunidades em novas áreas.

 

 

Ambos não cruzaram os braços após conquistarem a fama e a fortuna. A valorização do pensamento e da necessidade de continuar a inovar são aspetos que marcam a personalidade destes dois grandes nomes.

 

 

 

A Prosperidade Não Depende Apenas da Sorte

 

 

Após estes exemplos, certamente que não acreditarás que a prosperidade depende da sorte.

 

 

Muitas pessoas justificam as dificuldades que atravessam e a incapacidade que demonstram em obter sucesso por “falta de sorte”. Estas pessoas acreditam em coisas como “tudo teria sido diferente se tivesse nascido numa família rica”, ou que “um dia vou ganhar a lotaria e ser imensamente rico”.

 

Esta mentalidade acaba por conduzir à descrença e à infelicidade e por conseguinte, é um obstáculo que deve ser ultrapassado.

 

O sucesso e a prosperidade de cada pessoa residente no seu interior, na sua capacidade de pensar mais além e na sua perseverança.

 

Inspira-te nos exemplos de quem ousou pensar à frente do seu tempo e obtém o sucesso que ambicionas.

 

 

Isto é válido para qualquer área das nossas vidas!

 

Por isso se estás neste blog porque de alguma forma te interessaste em trabalhar a partir de casa, ou adquirir competências numa área de futuro, deves seguir instruções de quem já tem provas dadas nesta indústria.

 

Começa hoje mesmo a desenvolver uma das atividades de maior sucesso e mais rentáveis em todo o mundo com uma equipa TOP que já faturou mais de 7 milhões de dólares em 2 anos!

 

REGISTA-TE AQUI

 

Forte abraço!