Imagina Isto Para Ti…

Ontem foi um dia fantástico para muitos Lazy Millionaires.

Foi um dia de redefinir objetivos para muitos de nós…
…foi o dia de receber o plano de trabalho de meio milhão
de dólares
para um ano! (disclamer)

Já tenho a tua atenção?

Ótimo…então vou revelar-te algo:

Tu também podes ter estes objetivos para ti!

E é muito simples! Começas com um plano de trabalho que consiste em fazeres 3000 contactos em 1 mês, é claro que te vamos ensinar a fazeres esses contactos de forma automática e apenas para pessoas interessadas (pessoas como tu).

Esses 3000 contactos vão gerar 30 afiliados no teu negócio (se fizeres exatamente como te dissermos), e esses 30 afiliados vão gerar-te um rendimento de $15.000 dólares no mínimo! (disclamer)

Como é que sei disto?

Porque o faço e este negócio é pura matemática, são as nossas médias!

Agora vou dizer-te mais…se depois de ganhares esse valor reinvestires nem que seja só metade, sabes o que vai acontecer?

O teu negócio nunca mais vai parar e vais gerar um rendimento mensal só para ti de $30.000 dólares! (disclamer)

Agora diz-me tu…honestamente…esta quantia de dinheiro mudaria ou não a tua vida?

Estarias ou não disposto(a) a aprender com uma equipa de gente fantástica que já mudou as suas vidas?


 O melhor de tudo é que apenas tens que ter estes requisitos:

1- Teres uma enorme vontade de mudar a tua vida.

2- Seres humilde e quereres aprender com a equipa.

3- Teres boa atitude.

4- Seguir sugestões de quem já tem resultados e ganha dinheiro.

5- Fazeres o teu registo aqui por apenas $25 dólares.

​Depois de reunires estes 5 requisitos vou telefonar-te pessoalmente, para te dar as boas vindas à equipa e fazer o teu plano de trabalho!

Forte abraço e até já 😉

 



Se Acreditares…

Estava aqui a pensar e…

Parece que foi ontem
que percebi isto pela primeira vez…

Foi em Outubro de 2013.

Que tomei a minha decisão.

De ser o meu próprio patrão,
de trabalhar quando quero,
não quando tenho que.

De ter o meu próprio negócio…
…que se adapta a mim…e não
ao contrário.

O dia em que decidi ser livre…
…e nunca mais trabalhar para ninguém!

Foi isso mesmo que fiz!

Cortei os laços com um sistema
defeituoso, onde se ensinam as crianças
a irem à escola, ter boas notas e
arranjarem um emprego.

A verdade é que, para as pessoas que
seguem este modelo, quando chegam
aos 65 anos ou estão mortas ou falidas…

E são biliões de pessoas nesta situação
por este mundo fora…

A boa notícia é que…

Tu não precisas de ser uma delas!

Tu tens escolha!

Tu tens uma opção melhor…

Porque se tens uma ligação à Internet,
um computador e uma GRANDE vontade
de seres livre…

Mereces saber…

Mereces saber que existe um lugar,
um grupo de pessoas, um sistema…

Que te pode proporcionar essa liberdade.

E essas pessoas, que trabalham a partir
de casa, do carro, do parque ou da praia…

São elas que te vão ajudar…somos nós!
Os Lazy Millionaires.

Como Manter uma Organização no Internet Marketing

Imagina…

Teres tempo para ti, tempo para
a tua família, tempo para fazeres
aquilo que mais queres com quem queres…

E ainda…

Ganhares literalmente uma
pipa de massa!

É o que vais encontrar quando
te registares aqui:
http://oliviercorreia.com/c/joinen

Esta é de facto a resposta para
os teus problemas: aqui:
http://oliviercorreia.com/c/joinen

Tem sido assim para milhares de pessoas…

Pode ser assim para ti também…

Se acreditares…em ti!

Forte Abraço!

Olivier

Deixa-te Contagiar!

“Amemos os homens como o Sol nos amaria se nos visse”

– Simone Weil

 


O Sol não diz:


– Vou aquecer este, mas este não merece ser iluminado pelos meus raios.

 

Ele brilha sobre cada um de nós da mesma forma.

 

Da mesma forma podemos envolver com o nosso afeto todos aqueles que nos rodeiam, quer os conheçamos ou não, quer eles o saibam ou não.

 

Podemos dizer «Bom-dia» de forma sentida. Enviar um «Amo-te» silencioso àqueles com quem nos cruzamos.

Pensar numa pessoa do nosso meio e fazer mentalmente uma lista daquilo que apreciamos nela.

 

Abrir o nosso coração, gratuitamente, anonimamente, pelo prazer de sentir circular em nós esta energia, e pelo motivo ainda maior de expandi-lo para além de nós!

 

Deixa-te contagiar!

 

Forte Abraço

6 Etapas Para Obteres Tudo Aquilo que Queres na Vida 4/6

Nas etapas precedentes, constatámos que a maioria das pessoas sabem o que não querem, mas não sabem como obter aquilo que querem. Alguns querem verdadeiramente mudar, mas não sabem como fazê-lo.

 

Devemos criar um sentimento de urgência e ir em direção ao prazer. As pessoas ficam bloqueadas num estado indesejável, porque não mudam as suas formas de pensar e agir. O que cria um círculo viciosos e as mantém presas.

 

Vimos finalmente, que poderemos avançar quando introduzimos uma interrupção de padrão inesperada, exagerada e/ou incongruente.

 

Isto foi o que vimos nos 3 artigos precedentes desta série.

Então, como disse no ultimo artigo, para se obter o que se quer na vida temos que romper padrões, que te forçam a ficar onde não queres estar. E ainda, a tal existência de um benefício secundário, boicota qualquer tentativa de sair do círculo vicioso.

Algumas pessoas, conseguem associar dor e antigos hábitos de um lado, e prazer e vontade de mudar do outro, assim interrompendo antigos padrões limitativos. No entanto não dura!

 

Porquê?

Porque a natureza tem horror do vazio

Quando acabamos com antigos hábitos, outros surgem muito rapidamente em seu lugar. E por vezes nem sequer os escolhemos. Assim deixas de fumar, e no lugar desse hábito começas a engordar.

 

Um mau hábito pode substituir outro!

 

Se fumas, e utilizas a visão que podes ter um cancro no pulmão para abandonares esse hábito (a dor que provoca), o prazer de fumar (beneficio secundário) é substituído pelo prazer de comer de forma pouco saudável.

Resultado: Engordas!

Este não é certamente o resultado que queres.

 

Substituir


Para tapar o vazio deixado pelo mau hábito, é necessário colocar algo de bom no seu lugar.

Só assim a mudança irá durar.

 

Para substituir o hábito de fumar, lança-te numa atividade que te apaixona. Para comeres menos, acha um hobby que te preencha.

Isto pode aplicar-se a qualquer outra coisa. Se estiveres por exemplo deprimido, tenta dedicar o teu tempo aos outros, verás como funciona o processo de gratidão.

 

Truque para perder um mau hábito

A forma mais eficaz de perder um mau hábito é ganhar um bom hábito, e para isso nada melhor do que usar aquilo a que se chama na PNL a “modelização”.

Procura um mentor, alguém que tem hábitos que queres ter, alguém que desenvolve uma atividade que também tu queres desenvolver, alguém que é um exemplo para ti.

Resumindo, fala com alguém que já conseguiu aquilo que queres para ti. (lê este artigo sobre a importância de teres mentores).
 

Vem de dentro

 

A atividade de substituição, deve ser escolhida por aquele que quer mudar. Deve vir de ti mesmo, do teu interior. Ninguém te deve dizer o que fazer, deves ser tu a decidir.

 

Vive segundo os teus valores: Os hábitos a mudar não respondem aos teus valores, mas se escolheres bem os hábitos de substituição, estes vão estar em congruência com os mesmos.

 

Esta é a regra para uma mudança duradoura.

 

Conclusão:

 

Começa por instigar em ti, um sentimento de urgência relativamente à mudança. Associa a dor aos teus hábitos presentes. Interrompe os padrões atuais e substitui-os por novos, que te motivem e estejam de acordo com os teus valores.

 

Relê a etapa 1 para obteres o que queres na vida.

Relê a etapa 2 para obteres o que queres na vida.

Relê a etapa 3 para obteres o que queres na vida.

Forte Abraço!

6 Etapas Para Obteres Tudo Aquilo que Queres na Vida 1/6

Com este artigo, vou iniciar uma série de 6 artigos, que te vão ajudar a obteres tudo aquilo que queres para a tua vida.

Já ouviste com toda a certeza, muita gente a queixar-se da vida, das suas condições, dos seus trabalhos.

As pessoas queixa-se mas não fazem nada para mudar a situação.

As pessoas sabem o que não querem

 

Ficarias surpreso de saberes quantas pessoas se contentam em apenas saber o que não querem. Todos sabemos o que não queremos:

 

  • Não quero este trabalho
  • Estou farto desta mulher, ou deste marido
  • Não quero mais esta vida de trabalho/casa casa/trabalho
  • Não quero estar desempregado

 

O pior de tudo, é que pela força de se falar nas dificuldades elas se acentuam!
 

Quando levamos as nossas dificuldades demasiado a sério, elas tornam-se mais reais.

 

Então a primeira coisa a fazeres é determinares aquilo que queres.
 

Pensa e descobre aquilo que realmente queres

Não te foques naquilo que não vai bem. Toma a decisão de saíres da tua zona de conforto e determina aquilo que realmente queres para ti.

 

 

O que queres REALMENTE para a tua vida?

 

Esta primeira etapa é muito importante pois vai dar-te um ponto de partida para te focares. Um objetivo. Um alvo.

 

Sê preciso no teu objetivo. Cria:

  • Uma imagem
  • Sons
  • Sensações
  • Odores
  • E já agora um gosto, algo que possas provar. 

Vê as coisas como se lá estivesses. Tens que habitar o teu objetivo.

 

Mas o objetivo pode estar ainda meio turvo, ou parecer longínquo. Podes por exemplo querer ser financeiramente independente e não saberes como fazê-lo. 

É aqui que intervém um segundo elemento:

 

O que te impede de atingires o teu objetivo?

 

Uma vez que saibas verdadeiramente o que queres para a tua vida, questiona-te acerca de quem ou o que te impede de o alcançares.
 

Talvez seja o medo da mudança, ou o medo do desconhecido, ou o medo de perderes o teu conforto

 

A mudança é sempre associada ao medo, à pena ou ao desconforto. 

Na próxima etapa irei abordar o tema: Como acolher a mudança.

Não percas o próximo artigo desta série, fica atento(a)  😉

Sequestro Emocional

Ainda consigo ficar admirado e perplexo, quando me deparo com situações que a meu ver são completamente surreais.

Quando duas pessoas que supostamente vivem uma relação intima, de casal, de confiança de respeito mútuo e de apoio incondicional, é suposto haver empatia certo?

Ainda consigo ficar admirado e perplexo, quando me deparo com situações que a meu ver são completamente surreais.

Quando duas pessoas que supostamente vivem uma relação intima, de casal, de confiança de respeito mútuo e de apoio incondicional, é suposto haver empatia certo?

É suposto um lado tentar colocar-se “na pele” do outro quando toca a tomadas de decisão.
 

Aquilo que tenho visto é que cada vez mais as pessoas não vivem uma relação…são apenas reféns da outra parte e vivem um sequestro consentido. 

Hoje testemunhei dois casos.

Num deles um senhor exemplar, educado, instruído, com uma “garra de vencer” incrível. Com cerca de 60 anos tomou uma decisão para a sua vida, uma decisão que lhe poderia trazer a curto prazo grandes benefícios materiais, financeiros e até emocionais. Hoje vim a saber que desistiu do seu sonho, porque a esposa não gosta, ou não acredita na visão que ele teve, que lhes iria permitir serem completamente livres e finalmente desfrutarem a vida. (Sim porque a concretização do sonho dele era precisamente a felicidade dos dois).

Não estamos a falar de um homem abordar a sua esposa e dizer-lhe:

– Amor, hoje converti-me ao Islamismo e vou casar com mais duas mulheres…mas não te preocupes que serás sempre a principal!

Estamos a falar de uma tomada de decisão que apenas implica trabalho e dedicação da parte da pessoa que a tomou..

O outro caso foi ao contrário, uma jovem professora, que decidiu perseguir o seu sonho, que decidiu fazer a tal “milha extra” que os outro não querem fazer para serem felizes, acabou por desistir porque:

– O meu marido não gosta….

Ok, sei bem que na Arábia saudita as mulheres não podem sair de casa sem serem acompanhadas pelo marido ou pelo pai, que não têm direito a votar, que não se podem sentar à mesa com os homens para comer, não podem guiar um carro…

…mas acho que isto se passa no Seixal…ou em Aveiro…já nem sei…

Enfim…quero deixar uma mensagem de senso comum a todos aqueles e aquelas que foram emocionalmente sequestrados:
NINGUÉM PRECISA DA AUTORIZAÇÃO DE NINGUÉM PARA SER FELIZ!
Nem da esposa, nem do esposo, nem de Deus, ou do Universo, ou de Allah, ou de qualquer poder superior com o qual te identifiques!

Essa autorização foi-te oferecida quando nasceste e chama-se LIVRE ARBÍTRIO!

Faz uso dele!