Sabes O Teu Valor ?


“Todas as pessoas são geniais, mas se julgares um peixe pela sua capacidade de subir a uma árvore, passará a sua vida achar que é estúpido”

– Albert Einstein

 

Um orador começa a sua palestra segurando bem alto uma nota de 100 euros e pergunta aos presentes:

– Quem gostaria que eu lhe desse esta nota?

As mãos começam a levantar-se.

Então ele diz:

– Vou dar esta nota a alguém de vós, mas antes vou fazer algo com ela.

Amarrotou a nota por completo com as suas mãos e perguntou:

– Ainda querem esta nota de 100 euros?

E como é óbvio as mãos continuam a erguer-se.

– Pouco importa aquilo que eu faça com esta nota. Todos a vão querer sempre porque o seu valor não mudou, continua a valer 100 euros por mais amarrotada que esteja.

Então pensem nas vossas vidas. Muitas vezes irão ser “amarrotados”, rejeitados, insultados e em alguns casos até humilhados pelos outros e castigados pela vida. Muitas vezes pensarão que nada valem.

Mas a realidade é que o vosso valor não terá mudado aos olhos daqueles que reconheceram quem vocês são, aquilo que levam dentro.

As tuas circunstâncias atuais não definem o teu valor!

Forte Abraço

 

As Historias Do Meu Blog – As Duas Rãs

#9 – Vídeo História da Crónica “Historias Do Meu Blog”.

 

As Duas Rãs

 

É impossível, diz o orgulho.
É arriscado, diz a experiência.
É sem saída, diz a razão.
Experimentemos, diz o coração.

– William Arthur Ward

 

 

Duas pequenas rãs eram amigas de longa data.

 

Uma delas era alegre e otimista, enquanto que a outra estava muitas vezes de humor cinzento.

Num final de tarde, enquanto passeavam na floresta, à beira de um charco, viram ao longe uma luz.

Aproximaram-se e depararam-se com um alpendre de uma casa bem iluminado.

Curiosas, entraram na casa e descobriram um verdadeiro parque de diversões para rãs. A pequena casa de madeira, estava repleta de jarros, potes de todos os tamanhos e feitios e um número infinito de todo o tipo de recipientes.

 

Puseram-se então a saltar que nem umas loucas, estavam completamente eufóricas de tanta brincadeira.

Até que caíram as suas dentro de um enorme pote de natas!

Aflitas e sem conseguirem sair do enorme pote, que tinha as paredes lisas e gordurosas das natas, apenas lhes restava dar à perna para não se afundarem.

 

 

A rã de humor cinzento disse:

Este cheiro a natas é completamente enjoativo, e de qualquer forma nunca sairemos daqui!

Continua a dar à perna disse a rã otimista, nunca ninguém viu uma rã afundar-se num pote de natas!

Não aguento mais, disse a rã de humor cinzento, não serve de nada!

 

Deixou-se ir e afogou-se nas natas…

A rã otimista, cheia de tristeza pela sua amiga, continuou a dar à perna até ficar sem forças. Já tinha a cabeça á roda e a visão turva e, quando estava no limite, sentiu algo firme debaixo dela e conseguiu sentar-se!

 

Estava sentada num enorme pedaço de manteiga!

 

A moral desta história, é que sempre que a vida te prega uma partida e achares que tudo está perdido, é então aí que deves meter mais ação. É aí que deves reagir e fazer muito mais do que farias se tudo estivesse bem.

 

Sai da tua zona de conforto, mete ação!

 

Um grande abraço e até à próxima história