Como Abrir Conferências do GotoMeeting/GotoWebinar

Neste post vou mostrar-te como podes assistir às nossas conferências especiais feitas com o GotoMeeting/GotoWebinar. Quando abres a primeira vez a conferência, será necessário instalar uma aplicação no teu computador ou tablet e por isso fizemos este tutorial simples a mostrar-te como fazer.

 
(Caso queiras podes guardá-los nos Favoritos para mais tarde!)

 
A primeira coisa a fazer é clicares no link de acesso da chamada que te é enviado para o email ou partilhado contigo nas Redes Sociais. Existem duas formas de acederes às conferências.

 
1 – Clicar no link de acesso: https://global.gotowebinar.com/join/3077442160207213060/546268295

 
2 – Entrar no site oficial http://www.gotomeeting.com/webinar/join-webinar e colocar o Webinar ID: 140-355-411

 
Ambas são muito simples de aceder, no entanto deixo-te algumas imagens para te ajudar a aceder da segunda forma:

Join-Webinar

 

Basta colocares o ID do Webinário no primeiro campo e o teu email no segundo e logo de seguida clicar na seta! Simples? :)

 

Quando abres a primeira vez este tipo de conferência, vai pedir-te que instales uma aplicação no teu computador e também é muito simples de fazer:

 

 

Depois de aparecer o popup amarelo, clicas na aplicação que acabaste de fazer download e instalas seguindo os passos que te são mostrados e aguardas:

 

 

NOTA: Caso estejas a abrir a versão online em vez de instalares a aplicação no teu computador (recomendamos a aplicação porque no futuro abres mais rápido as conferências e evitas que te atrases :)), poderão aparecer popups adicionais a pedir permissão em especial no GOOGLE CHROME, os quais deves dar permissão para atuarem:

 

1 – Plugin do Citrix Online:

2 – Protocolo Externo:

 

Por fim, quando abrires e instalares a aplicação, basta aguardares pela hora marcada para a conferência iniciar!  :)

 

Dentro da conferência se quiseres colocar alguma questão podes, utilizar a opção CHAT no programa que vai abrir no teu computador ou tablet e poderemos responder-te em tempo real!

 

 

Espero que este artigo te ajude, se tiveres alguma dúvida ou dificuldade entra em contacto comigo por:

  • Email: geral@oliviercorreia.com
  • Skype: oliviercorreia1
  • Facebook: Aqui
  • Tlm: 915371160
  • Whatsapp: +351915371160

PS: Caso queiras fazer download da aplicação diretamente da página de suporte de acordo com o teu sistema operativo, podes clicar aqui e fazê-lo agora mesmo.

Ter Um Negocio Lucrativo e Divertido?

Estas devem ser as variáveis mais desejadas por qualquer empreendedor que tenha um negócio.

 

Quem não deseja ter um negócio lucrativo e divertido?

 

É precisamente aquilo que encontramos no nosso grupo dos Lazy Millionaires. Aprendizagem; Trabalho; Lucro e muita, mas muita diversão! 🙂

 

Lembro-me que quando tinha o meu negócio tradicional de informática, que muitas vezes me desloquei a reuniões de negócios com fornecedores e clientes. Fosse para delinear estratégias, ter formação ou até para discutir um plano de marketing.

 

Lembro-me ainda daquilo que sentia ao deslocar-me e “desperdiçar” horas a fio da minha vida, que poderiam estar a ser empregues para passar tempo em família. Uma angústia enorme…mesmo que estivesse sempre a pensar: “Um dia há de ser melhor”.

 

Mas não se fica por aí…além de fazer inúmeras coisas que não gostava de fazer o retorno era simplesmente ridículo!

 

Um investimento de 70.000€ para auferir um rendimento mensal de 1.000€ !

 

Não quero com isto dizer que qualquer negócio tradicional seja mau, eu até gostava da minha “lojeca”, aquilo que não gostava era do retorno e do tempo que me roubava. Trabalhava fins de semana e feriados, nunca menos de 12 horas por dia…“afinal este negócio é meu e sou eu que o tenho que dinamizar” …pensava eu.

 

O melhor que me aconteceu foi a falência do meu negócio…

 

Os primeiros meses foram horríveis, não conseguia vislumbrar qualquer tipo de solução para sair da “enrascada” em que me tinha metido. Para além de que foi um sonho que simplesmente desmoronou.

 

Hoje sou empreendedor online e um empresário de sucesso na industria do trabalho a partir de casa.

 

Finalmente o meu verdadeiro sonho tornou-se realidade. Ter um negocio lucrativo e divertido, foi o que aconteceu quando me juntei aos Lazy Millionaires e à Empower Network.

 

Deixa-me contar-te como passei o fim de semana passado:

 

Sábado dia 12 saí de Évora (cidade onde resido) na companhia de um afiliado e amigo, em direção a S.Jorge – Porto de Mós, bem perto de Leiria, onde tivemos dois dias de formação intensiva.

 

Sábado teve lugar mais um fenomenal “Dia No Escritório”, um dia de formação presencial na sequência do nosso querido “Clube Das Insónias” – Um grupo de trabalho TOP para quem quer realmente obter resultados rápidos com Internet Marketing e do qual me orgulho em ser formador.

dia no escritorio

Verdade seja dita, o meu negócio online com os Lazy e a Empower pode ser feito 100% na Internet, onde temos as nossas formações, treinos práticos e grupos de trabalho. 

 

Este dia no escritório teve um sabor muito especial. Para além do facto de ter acontecido em vários pontos da Península Hibérica, coincidiu com o aniversário dos Lazy Millionaires. Faz 3 anos que o nosso grupo começou a mudar as vidas de Milhares de famílias, tanto em Portugal, como no Brasil como em Espanha e por tantos outros países que falam estes idiomas.

aniversario lazy

 

Fizemos nessa noite um jantar de aniversário memorável e divertimo-nos à grande! ……Como Sempre! 🙂

 

Jantámos no Mosteiro do Leitão, e entre gargalhadas e dicas, discursos e lágrimas de gratidão se passou o serão.

 

Uma sala enorme cheia de Lazys em festa! 🙂

 

12357106_493522070827188_6240613726834690952_o

Bem…e se já me segues há algum tempo sabes que adoro comer e beber 🙂

 

Eu nunca perco uma oportunidade para estar com a minha família dos Lazy. Acham exagerado, chamar família a um grupo de pessoas com que trabalho?


Eu também acharia…se estivéssemos em 2013. Pois nunca tinha visto esta profundidade de relacionamento entre um grupo de pessoas, como vi quando cheguei a “esta casa”…a Casa dos Lazy.

 

A noite de Sábado terminou em casa da Cesarina e do Sílvio, os meus grandes amigos e mentores, que me abriram as portas de sua casa e onde lá tenho “O Meu Cantinho” como dizem carinhosamente.
Devo-lhes muito e sinto uma enorme dívida de gratidão para com eles. Não só pelos 100 mil dólares que ganhei no projeto, mas por tudo aquilo que me ensinaram e acima de tudo por terem sido os grandes responsáveis pela qualidade de vida que tenho hoje.

 

Cada vez que agradeço aquilo que fizeram por mim, a resposta é sempre a mesma…“O Maior Agradecimento que nos  podes dar, é seres feliz!”

 

IMG_5144

 

No dia seguinte, foi um Domingo “em cheio”, tivemos o nosso MASTERMIND. Mais um dia repleto de valor, formação e mindset, onde tive o privilégio de dar grande parte da formação do dia com a minha grande amiga Cristina. 

 

2

 Assim se passou este excelente fim de semana, na companhia da família Lazy. Muita formação e muito crescimento para todos.

 

Se também tu queres fazer parte desta família, ganhar dinheiro na Internet e ficares com todo o tempo do mundo para ti, então regista-te por apenas $1 dólar clicando no botão abaixo:

 

yellow-rectangle-button-hi.fw

 

 

BAM! Mais Uma Pedrada da Vida

Que o medo ceda à doce lentidão do elenco da vida que nutre a tua carne.
Danis Bois

 

Um jovem e talentoso homem de negócios, passeava-se no seu novo Jaguar num bairro tranquilo. Ia um pouco depressa demais, quando de repente…

 

 

Uma pedra pulverizou-se literalmente contra a porta do condutor.

Depois de uma travagem brusca, o carro recuou até onde a pedra tinha sido lançada e completamente enraivecido, o homem salta do carro e apanhou a primeira criança que viu.

Porque fizeste isso? Sabes quanto vou ter que pagar por esta porta?

O jovem derreteu-se em desculpas e com as lágrimas a correrem-lhe pelo rosto apontou para o chão entre dois carros estacionados e disse:

– Por favor senhor, peço imensas desculpas mas não sabia o que fazer. Mandei a pedra porque ninguém parava…aquele é o meu irmão, deitado no chão. Caiu da sua cadeira de rodas e eu não tenho forças para o sentar de novo. Pode ajudar-me a coloca-lo de novo na sua cadeira de rodas?

Comovido e sem palavras, o condutor apressou-se em ajudar o jovem que ali estava deitado no chão. Pegou no seu lenço e limpou as feridas do jovem, ensopando os arranhões que tinha feito ao cair da cadeira.

– Obrigado e que Deus o abençoe, disse o irmão que tinha atirado a pedra.

 

Demasiado comovido para poder dizer fosse o que fosse, o homem observou simplesmente a criança, que empurrava a cadeira de rodas do irmão, até ao fim da rua.

 

 

Entrou lentamente no seu jaguar. Os danos na porta eram muito aparentes mas o homem decidiu não mandar arranjar a porta. Deixou-a estar tal e qual como estava, a fim de se lembrar desta mensagem:

 

Não passes a vida a correr, de tal forma a que alguém tenha que te mandar uma pedra para ter a tua atenção!

 

A vida murmura às nossas almas e fala ao nosso coração, por vezes não temos tempo de a ouvir…então ela encarrega-se de nos mandar pedras.

 

A escolha é nossa…ou ouvimos a vida…ou não.

 

E tu? Ouves a vida? Estás atento às oportunidades que ela te dá?

 

Aqui te deixo então uma oportunidade única..a oportunidade de teres o teu próprio negócio na Internet…por apenas $1 dólar…vais poder fazer o teu registo e ainda te ofereço 1 mês de afiliação gratuita. 🙂

 

REGISTA-TE AQUI POR $1 (esta promoção pode desaparecer a qualquer momento)

 

Forte Abraço!

Aprender e Ter Prazer

Porque deves estar sempre em formação e tirar prazer nisso?

 

A maioria das pessoas associam a formação à escola e a tudo o que lhe está associado, deveres, exames, notas, etc. No entanto a escola representa apenas um único tipo de aprendizagem. Existem numerosas outras maneiras de nos formarmos, de nos desenvolver, de ganhar novas competências e tudo isto no decorrer de uma vida.

 

Formar-se não é apenas reservado aos alunos e aos estudantes.
A aquisição de novos conhecimentos e novas competências não deve ser visto como um “frete”, antes pelo contrário. Aprender pode revelar-se uma fonte ilimitada de prazer.

 

 

As 4 vantagens de estar sempre em formação

 

Não nos formamos uma única vez durante a duração dos nossos anos de estudos. Estaríamos a considerar que as nossas capacidades ficam gravadas em pedra mármore e que não evoluímos.

 

Todas as experiências de aprendizagem são importantes e fazem aumentar a autoconfiança e a autoestima. Conseguimos assim ver concretamente que somos capazes de adquirir novos conhecimentos e integrar novos trunfos na nossa vida no sentido de avançar rumo aos nossos sonhos e objetivos.

 

 

Então a formação constante dá-nos uma vantagem enorme em relação aquelas pessoas que não se formam, pois a formação permite-nos usar rapidamente conceitos e soluções que outros demoraram anos a compreender.

 

A formação permite-nos igualmente que nos adaptemos às circunstâncias que evoluem, de melhor compreender o que nos rodeia e de ser resiliente nas mudanças. A formação é um motor importante na nossa vida, faz funcionar o nosso cérebro e permite desenvolver diferentes aspetos da nossa inteligência que não foram valorizados na escola.

 

 

Formar-se: Um prazer e uma experiência ao alcance de todos

 

 

Para começar esquece completamente a ligação entre a formação e a escola. Formar-se pode claramente ser lúdico. Ninguém precisa de regressar aos bancos da escola para aprender algo novo.

 
Formamo-nos mesmo sem nos apercebermos, quando lemos um artigo, vendo um tutorial em vídeo na internet, passando tempo com um amigo, algum conhecido quando nos mostra como realizar esta ou aquela tarefa. Com o decorrer do tempo armazenamos literalmente toneladas de conhecimento em áreas que nos interessam. Vivemos uma experiência enriquecedora.

 

 

O meu conselho é que escolhas desenvolver as tuas capacidades em áreas que te apaixonam, desta forma a aprendizagem será um verdadeiro prazer.

 

 

Eu adoro desenvolvimento pessoal e tudo o que tenha a ver com inteligência emocional e psicologia e para mim é super interessante descobrir tipos de aplicações práticas desse mesmo conhecimento e adaptá-lo à minha vida pessoal, ao meu negócio na Internet e até às minhas relações inter-pessoais.

 

Podemos formar-nos com estágios, em ateliers, seminários locais ou ainda da forma como eu o faço, através de formações online na internet, onde se pode avançar ao nosso próprio ritmo e sem pressões.

 

 

[fancy_box id=4]

Os meus cursos favoritos:

– INNER CIRCLE                          – TOP PRODUCER FORMULA        

– TEAM BUILDING FORMULA        – MASS INFLUENCE FORMULA

[/fancy_box]

 

 

Assim que terminares uma formação não te esqueças de atualizar o teu inventário de competências

 
Formação em função das necessidades para um colocar em prática rápido e concreto

 

Talvez digas para ti mesmo que não tens nem tempo nem dinheiro para te formares. Uma vez mais não vejas a formação como um “frete”.

 

É verdade que algumas formações requerem um investimento importante em tempo ou em dinheiro. Neste caso visa o conhecimento que realmente precisas de imediato e planeia a tua formação por etapas ao longo do tempo.

 

Compara programas, métodos, para teres uma ideia da utilidade da formação para ti. Se queres por exemplo ganhar dinheiro com a internet e gostarias de fazê-lo a 100% e viver apenas disso, deves sem falta comprar estes cursos: Inner Circle, Top Producer Formula, Team Building Formula e Mass Influence Formula, estes foram os cursos de base que me ensinaram tudo o que sei sobre a industria do trabalho a partir de casa e sobre como ganhar uma “pipa de massa” com a Internet.

 

Deves ainda definir o estilo de aprendizagem que melhor se adapta a ti: Será através da escrita, de livros, transmissão de conhecimento por experiencia, ou ainda através de vídeos para que possas sempre consultar?

 

Em uma ou duas dezenas de horas podes aprender muitas coisas novas e coloca-las em prática

 

Esta ação fará uma diferença enorme em relação aqueles que nada farão para se formarem.

 

A bola está no teu lado 🙂

 

Se estás convencido da importância de nos formarmos em permanência, não hesites em partilhar este artigo nas redes sociais.

 

Se gostas de desenvolvimento pessoal tens que dar uma vista de olhos neste curso: INNER CIRCLE

 

Forte Abraço!  😉

Os 5 Pilares Fundamentais do Empreendedorismo

Começar um negócio de sucesso é muito mais do que encontrar um bom produto e colocá-lo no mercado. Ser empreendedor não é uma tarefa fácil e por isso é necessário seguir religiosamente algumas regras, que podemos chamar: os 5 pilares fundamentais do empreendedorismo.

 

Se procuras algumas luzes que possam servir de inspiração e que te coloquem no caminho certo, então deves entranhar estes princípios e aplicá-los em todos os momentos do teu novo caminho.

 

Não penses que o sucesso enquanto empreendedor irá nascer de apenas da intuição, ou de mera sorte. Para construíres um negócio de sucesso terás que ser tu a erguê-lo, pedra a pedra. Fica então com estes 5 pilares fundamentais do empreendedorismo.

 

 

Os 5 pilares fundamentais do empreendedorismo

 

 

 

  1. Mentalidade Certa

 

 

O bom empreendedor deve começar por fortalecer a sua mente. Uma mentalidade focada e determinada é fundamental para alcançar o sucesso.

 

Como empreendedor deves compreender que mais importante do que qualquer ferramenta é a tua perceção sobre a sua função, importância e impacto no desenvolvimento do teu negócio.

 

Muitos potenciais empreendedores valorizam excessivamente a importância das ferramentas e das técnicas, quando o mais importante é ter princípios sólidos e força mental.

 

Resumindo: não procures o sucesso em ferramentas ou técnicas desenvolvidas por terceiros. Analisa e compreende essas informações, por forma a retirares o que realmente poderá ser útil.

 

 

 

  1. Compreende a Metodologia

 

 

Ter um plano de negócios não é suficiente. Deves compreender na plenitude a metodologia que suporta o teu plano de negócios, pois só assim poderás implementar todos os passos necessários para a obtenção de sucesso.

 

Perceber a metodologia e ter uma ideia sólida sobre o caminho que se pretende trilhar é essencial para almejar o sucesso a longo prazo e para superar eventuais dificuldades que possam surgir no teu caminho.

 

Neste fundamento é fulcral compreenderes que deves acima de tudo investir na tua formação, educação e aquisição de novas competências.

 

Neste campo, o maior atalho que conheço são sem dúvida os cursos da Empower Network, que podes COMPRAR AQUI NA TOTALIDADE.

 

Alguns poderão dizer que são caros…eu acho muito barato, tendo em conta que uma licenciatura em Marketing com mestrado de especialização pode custar mais de 30 mil euros, já para não falar dos 5 anos necessários!

 

Aqui fazem-se planos a 90 dias e com um investimento de $5.200 dólares, garantes no primeiro mês um retorno de $10.000, escalando o negócio mês após mês, podendo atingir em 90 dias um rendimento de $30 mil dólares mensais…a mim parece-me bem 🙂

 

 

 

 

  1. Estabelece uma rotina

 

 

Até podes estar a pensar – Estabelecer uma rotina? Mas eu quero ser empreendedor exatamente para terminar com os dias de rotina!”.

 

Deixa-me explicar! Lá por não teres um patrão, nem um horário rígido, deves impor a ti mesmo um horário de trabalho, durante o qual te deves focar verdadeiramente nos teus objetivos.

 

Deves esforçar-te por seres produtivo e por evitares a procrastinação. A tua prioridade deve ser o teu negócio, porque o teu futuro depende disso.
Este ponto é essencial para quem é empreendedor digital e trabalha online. Não há nada pior do que a facilidade em nos dispersarmos na Internet enquanto trabalhamos. Eu aprendi isso da pior forma 🙂

 

 

 

  1. Enfrenta resolve os problemas

 

 

Eu gosto de lhes chamar obstáculos, ou melhor ainda degraus!

 

Se estás a abraçar o empreendedorismo com o objetivo de levares uma vida completamente tranquila e livre de obstáculos, o melhor é desistires já. No mundo do empreendedorismo, os desafios vão aparecer inevitavelmente, porque não há negócios perfeitos nem caminhos sem pedras.

 O que irá ditar se alcanças o sucesso ou não é a tua capacidade de enfrentar e superar os problemas. O teu negócio não está a prosperar como esperavas? Estás a receber algumas reclamações, não consegues fazer vendas?

 

Analisa o que tens feito de errado e corrige esses erros. No mundo dos negócios podes e deves melhorar todos os dias.

 

 

 

  1. Procura (boas) parcerias

 


Eu escolhi os meus mentores, olhei à minha volta e tentei perceber quem eram aquelas pessoas que já estavam a ter os resultados que eu queria para mim.

 

Depois disso é fácil…não tens que pedir ninguém em namoro hehe, tens apenas que te aproximar dessas pessoas e criar com elas uma relação de amizade e confiança. Garanto-te que será gratificante para ambas as partes!

 

Obter o sucesso sozinho poder ser difícil e por isso é sempre útil procurar estabelecer boas parcerias em que ambas as partes lucram.

 

Se encontrares parceiros de negócios que demonstrem poder adicionar algo de positivo ao teu negócio, não hesites em estabelecer uma parceria, uma relação profissional e até transformar essa relação em amizade.

 

 

Aplica estes 5 princípios no teu quotidiano de trabalho e ficarás certamente mais perto do sucesso.

 

 

COMEÇA HOJE MESMO

 

 

VÊ ESTE VÍDEO E REGISTA-TE

Queres Ser Bom Junta-te Aos Bons!

Ontem a 11 de Julho de 2015, teve lugar mais um “dia no escritório”, uma ação de formação mensal que ocorre em simultâneo em vários pontos da Europa.

 

Dinamizado pelo nosso grupo de trabalho, os Lazy Millionaires, este evento mensal visa assegurar aos formandos do grupo de elite na área do Internet Marketing, o “Clude das Insónias”, um acompanhamento presencial e personalizado.

 

De manhã os líderes do grupo estiveram reunidos onde discutimos novas estratégias de formação sempre no sentido de fazermos com que os nossos formandos atinjam os seus objetivos financeiros no mais curto espaço de tempo.

 

Da parte da tarde abriram-se as portas a todos os participantes e tive o prazer de estar pessoalmente a ajudar este casal simpático, a Gabriela e o José de Vale de Cambra, que se juntaram a nós à cerca de um mês e que como tantos outros tomaram a decisão também eles de mudarem as suas vidas.

A Gabriela é licenciada na área de biologia e trabalhava como técnica superior num laboratório de analises  clínicas. Hoje é Internet Marketer a tempo inteiro. O José é manobrador de máquinas e ainda continua a exercer embora também ajude a Gabriela no sua atividade, afinal este negócio é um projeto familiar que visa a obtenção de liberdade de tempo e  liberdade financeira para toda a família.

 

Estes simpáticos pais de dois filhos conseguiram captar a visão deste negócio e sabem que é por aqui que vão atingir os seus sonhos.

 

Isto é o que me move realmente, poder ajudar todos aqueles que querem de facto mudar as suas vidas, este é o meu foco…é o foco dos Lazy Millionaires!

 

Deixo-te ainda aqui para poderes ver uma curta entrevista que dei num dos nossos dias no escritório anteriores, para que possas ver o potencial de liberdade que tu também podes atingir:

 

Não demores! Junta-te a nós!
REGISTA-TE

Top 10 citações sobre a autoconfiança

A autoconfiança é um elemento chave na construção de uma vida baseada no desenvolvimento pessoal. Esta é a minha profunda convicção.
Por isso e tendo em conta o meu envolvimento com a questão do desenvolvimento pessoal para uma mudança de vida radical, decidi partilhar contigo umas citações que me fazem todo o sentido.

 

Mete o cinto!

 

 

 


1 – A quem lhe falta autoconfiança, encontra-se à mercê das opiniões alheias.

 

 – Denis St-Pierre

 

 

Uma citação repleta de bom senso, quanto menos confiança temos em nós, mais vamos ser sensíveis às opiniões dos outros, `quilo que pensam das nossas ações e palavras.

 

 

 

2- Fazer confiança faz sempre parte da autoconfiança .

– Hervé Bazin

 

 

Quando confiares em ti, podes confiar nos outros, (e vice versa), pois saberás que se fores dececionado por alguém, isso não irá colocar em causa os teus fundamentos de vida e existência. Tu sabes que a vida depende exclusivamente daquilo que fazes dela.

 

3 – Autoconfiança é eliminar do nosso caminho as crenças inúteis.

– Jean Gastaldi

 

Quanto mais confiança acumulamos, menos ligamos às pequenas coisas, que podem pouco a pouco apodrecer a nossa existência. Todas as pequenas crenças vãs do dia-a-dia e todos os nossos objetivos condicionam-se através da confiança que ganhamos em executar as pequenas coisas. Isto protege-nos de uma existência baseada no medo (o medo da exposição, o medo de colocar em risco a nossa integridade física, o medo do ridículo, etc.)

 

 

 

 4 – A confiança fornece mais á conversa o que o próprio espirito.

– La Rochefoucauld

 

A confiança é um verdadeiro meio de entrega. Quantas vezes no passado procurei a resposta perfeita e esta nunca saiu por falta de confiança. Quando és confiante não te preocupas com que aquilo que dizes agrade ou não ao teu interlocutor. Vives o momento presente sem te preocupares com qualquer tipo de controlo social.

 

 

 

 5 – Sem autoconfiança, autorrespeito e autoestima não podemos ser homens, nem mesmo homens comuns.

– Yasmina Khadra

 

 

Está tudo dito, sem autoconfiança nada feito! A boa notícia é que isto trabalha-se!

 

 6 – Devemos ter confiança em nós mesmos sempre que possível…sem vaidade!

– André Maurois

 

Autoconfiança e arrogância são duas coisas distintas. É preciso saber desenvolver a primeira sem cair na armadilha da segunda. Para isso existe uma técnica: Desenvolver uma confiança sã, não uma confiança de fachada e de comparação com os outros, que te leva a gabares-te das tuas capacidades. A pessoa confiante não precisa de mostrar que o é. Sabe que é e não tem nada a provar.

 

7 – Quem tem autoconfiança conduz os outros.

– Horace.

 

As pessoas que têm confiança em si, são quase sempre (quer o queiram quer não) líderes, ou pessoas que transmitem inspiração á sua volta. Desenvolve a autoconfiança e toda a tua esfera de influência ira dar um pulo para o próximo patamar.

 

8 – A criatividade vem da autoconfiança. Confia nos teus instintos.

– Rita Mae Brown.

 

Quanto mais confiança tiveres, mais deixarás a tua imaginação seguir o seu curso sem te julgares negativamente ou te boicotares. É necessária uma boa dose de confiança para revolucionar a arte, como o fizeram numerosos pintores e músicos. Se desenvolveres a autoconfiança poderás muito facilmente ir ao extremo dos teus processos criativos.

 

 

 

9 – É a imagem que temos de nós mesmos que traça o nosso destino.

 – Nathaniel Branden

 

Se não acreditares que és capaz de fazer algo, o mais certo é mesmo nunca o fazeres. No entanto, se estás persuadido que fores capaz de o fazer quaisquer que sejam os obstáculos, o mais provável é conseguires.

 

 

10 – Onde reina a força interior e a autoconfiança, desaparece o medo e a dúvida.

– Dalaï Lama.

 

 

Quando conhecemos o nosso valor e somos confiantes, há muito menos lugar para o medo e os sentimentos negativos como a dúvida. Esta é uma citação que aprovo a 100%, pois já vivi esta situação!
Conclusão:

 

Desenvolver autoconfiança é uma competência primordial, uma passagem obrigatória no caminho do desenvolvimento pessoal e da felicidade!

Se o tema te interessa, adquire o Inner Circle ! Um curso sobre desenvolvimento pessoal ao mais lato nível. Que te vai abrir caminho para a autoconfiança, autoconhecimento e desenvolvimento pessoal.

Forte Abraço!

6 Etapas Para Obteres Tudo Aquilo que Queres na Vida 3/6

Nos artigos anteriores desta série, vimos que a maioria das pessoas sabem aquilo que não querem mas não sabem como obtê-lo.

Vimos igualmente que, alguns querem mesmo mudar, mas não sabem por onde começar.

Que é necessário criar um sentimento de urgência para mudar de uma realidade para outra. Que é necessário estar numa situação de dor, para ir para uma situação de prazer.

Neste artigo, vamos ver como interromper o circulo vicioso, que te mantém preso à tua realidade atual.

 

Como avançar se andas em círculos?

A maioria das pessoas quer coisas novas, coisas melhores, mas continua a comportar-se e a pensar da mesma forma.

Sendo a definição de insanidade, fazer repetidamente as mesmas ações à espera de resultados diferentes, não seria esperado que mudassem?

 

Tu não és uma árvore…MEXE-TE!

Se continuas embrenhado nos mesmos pensamentos e se ages sempre da mesma forma, como podes esperar mudar?

 

Serás um hamster às voltas na sua gaiola?

Pensa nisso…

 

Tenho encontrado muita gente que se queixa da sua sina. Mas achas que se “violentaram” para mudar os comportamentos? Não!

 

Mesmas formas de agir, mesmas consequências.

 

Porque é tão importante compreender isto?

 

Mesmo com uma grande dose de determinação, uma grande motivação, se repetires sempre as mesmas ações e pensamentos, não produzirás qualquer novo resultado.

Uma mosca presa, tenta vezes sem conta sair pela janela fechada, continua a esbarrar contra o vidro, pois o exterior emite luz. Mas mesmo sem nunca sair, nunca irá procurar outra forma de o fazer. É a síndroma da mosca (podes ler neste artigo).

 

Por outro lado, temos muitas vezes um benefício secundário, que procura algum contentamento em ficar na «não mudança». Este beneficio secundário contribui  para que não se mude, sendo necessário substitui-lo por um mal maior.

 

 A solução?

 

Romper com os padrões mentais e comportamentais

 

Todos conhecemos o famoso círculo vicioso. É necessário sair desse círculo, que são as nossas ações e pensamentos.

Então, existem várias maneiras de o fazer.

Uma forma interessante é romper com os próprios padrões, fazer algo que não é habitual.

Por exemplo, alguém que quer emagrecer, está sempre a pensar como emagrecer, o que fazer para perder peso.

Não está sempre a pensar em comer, comer, comer!
Então, se quem quer emagrecer, apenas pensar em coisas que emagrecem continua a não funcionar, o que fazer?

A PNL diz-nos que quando um comportamento não funciona para atingirmos um fim, devemos alterá-lo.

Por exemplo, o que pode acontecer a quem quer emagrecer se comer até ficar enjoado ou doente?

O que pode acontecer a quem quer deixar de fumar, fazê-lo até ficar enojado?

 
Alguns de vós se devem lembrar do filme “Super Size Me”. Quando um homem decide alimentar-se exclusivamente no Mac Donalds durante um mês.

Para mudar de hábitos, ou transformamos aquilo que é normal e/ou nos dá prazer em algo nocivo para nós ou tomamos honestamente consciência disso.

Quem tem uma vida de dificuldade financeira e anda constantemente a colocar pensos rápidos, a pedir dinheiro aos amigos, a viver da caridade dos vizinhos e familiares, mas continua com a mesma atitude perante a vida, a atitude do ver TV e deixa andar. Vai continuar sempre no mesmo registo.

Essa pessoa precisa de deixar de ter ajuda durante um período, precisa de ser abanada, por forma a sentir um desconforto tão grande que a leve a agir.

Só este desconforto e esta dor nos levam a romper os padrões.
Agora, o que tens que fixar, é que este círculo vicioso, deve ser interrompido por uma ação exagerada e inesperada.

O que me leva a considerar…

 

A técnica de interrupção de padrões

 

Para interromper um padrão, mais do que pensar é necessário sentir uma emoção e contrariá-la.

Se por exemplo estiveres deprimido. Andas de cabeça baixa, parece que carregas o mundo às costas, falas baixinho, etc.

Agora tenta levantar os braços ao céu, levantar a cabeça e gritar como nunca o fizeste!

Isto é uma interrupção de padrão.

 

Outro exemplo é, e tenho a certeza que já te aconteceu, acordares mal disposto, estás como sono, doí-te a cabeça, nada está bem. Mas entretanto começas a conversar com alguém, uma conversa interessante, com alguém de quem gostas, que até te faz rir e apreciar aquele momento. E de repente já não te doí a cabeça! Rompeste o circulo visioso da tua má disposição matinal.

Quando um pensamento, uma critica de alguém, um insulto, um sermão do chefe, ou algo semelhante te melindra:

  • Revê-te nessa situação que te causa problemas
  • Transforma a imagem que tens da situação em algo completamente inapropriado, grotesco, ridículo.
  • Olha para a situação como se tivesses a ver um filme no cinema, um filme sobre essa situação que te incomoda. É um filme! Não lhe dês tanta importância.
  • Repete este processo quantas vezes forem necessárias.

 

Tens que riscar o disco que gira na tua cabeça.

 

 

Conclusão

 

Nesta etapa, vimos que ficamos bloqueados numa situação desconfortável porque, não mudamos a nossa forma de pensar e agir.

O que cria um circulo vicioso, que nos mantém presos numa gaiola, como um hamster ás voltas, a pedalar naqueles brinquedos parvos para ratos.

Muitas vezes com um benefício secundário que dá uma ilusão de prazer à situação.

É introduzindo uma interrupção de padrão inesperada, exagerada e incongruente, que podemos interromper o padrão limitativo. 

 

Relê a Etapa 1 para obter tudo o que queres na vida
Relê a Etapa 1 para obter tudo o que queres na vida

Forte abraço!

 

 

6 Etapas Para Obteres Tudo Aquilo que Queres na Vida 1/6

Com este artigo, vou iniciar uma série de 6 artigos, que te vão ajudar a obteres tudo aquilo que queres para a tua vida.

Já ouviste com toda a certeza, muita gente a queixar-se da vida, das suas condições, dos seus trabalhos.

As pessoas queixa-se mas não fazem nada para mudar a situação.

As pessoas sabem o que não querem

 

Ficarias surpreso de saberes quantas pessoas se contentam em apenas saber o que não querem. Todos sabemos o que não queremos:

 

  • Não quero este trabalho
  • Estou farto desta mulher, ou deste marido
  • Não quero mais esta vida de trabalho/casa casa/trabalho
  • Não quero estar desempregado

 

O pior de tudo, é que pela força de se falar nas dificuldades elas se acentuam!
 

Quando levamos as nossas dificuldades demasiado a sério, elas tornam-se mais reais.

 

Então a primeira coisa a fazeres é determinares aquilo que queres.
 

Pensa e descobre aquilo que realmente queres

Não te foques naquilo que não vai bem. Toma a decisão de saíres da tua zona de conforto e determina aquilo que realmente queres para ti.

 

 

O que queres REALMENTE para a tua vida?

 

Esta primeira etapa é muito importante pois vai dar-te um ponto de partida para te focares. Um objetivo. Um alvo.

 

Sê preciso no teu objetivo. Cria:

  • Uma imagem
  • Sons
  • Sensações
  • Odores
  • E já agora um gosto, algo que possas provar. 

Vê as coisas como se lá estivesses. Tens que habitar o teu objetivo.

 

Mas o objetivo pode estar ainda meio turvo, ou parecer longínquo. Podes por exemplo querer ser financeiramente independente e não saberes como fazê-lo. 

É aqui que intervém um segundo elemento:

 

O que te impede de atingires o teu objetivo?

 

Uma vez que saibas verdadeiramente o que queres para a tua vida, questiona-te acerca de quem ou o que te impede de o alcançares.
 

Talvez seja o medo da mudança, ou o medo do desconhecido, ou o medo de perderes o teu conforto

 

A mudança é sempre associada ao medo, à pena ou ao desconforto. 

Na próxima etapa irei abordar o tema: Como acolher a mudança.

Não percas o próximo artigo desta série, fica atento(a)  😉

Definir Um Objetivo (2/2)

Eis a segunda parte do artigo Definir Um Objetivo (Podes ver aqui a primeira parte)

 

4. A ecologia do objetivo



 

É agora tempo de veres se o teu objetivo é de facto “ecológico”. Não haverá interesse em prosseguir um projeto, que poderia por exemplo custar-nos a nossa relação de casal, ou até a nossa integridade física, ou qualquer elemento indispensável ao nosso equilíbrio.

Tu é que tens refletir sobre a “ecologia” do teu projeto, se existem obstáculos e se são ou não transponíveis.

 

Vê então como contornar ou até “desarmar” esses obstáculos.

Mesmo não entrando em pormenor na execução de um plano de ação neste artigo, esta etapa constitui no entanto um dos seus fundamentos: uma vez os obstáculos e os apoios identificados, dispões de uma “cartografia” que te vai ajudar a colocares o teu projeto em prática.

Reflete atentamente nos pontos seguintes:

 

  • Quais são os interesses das pessoas implicadas neste objetivo? Estes são respeitados?

  • Haverá consequências negativas para mim? Devo fazer sacrifícios e renunciar a algo, e se sim, estarei eu preparado?

 

  • Haverá consequências negativas para os outros? Se sim será possível poupá-los a essas consequências negativas?

 

  • Tendo em conta o contexto e a ecologia, será realista lançar-me neste projeto?

 

  • A energia investida na realização do objetivo é justificada pelo resultado? Vale a pena a relação custo/proveito dessa mesma energia?

 

  • Terei alguns trunfos para realizar esse objetivo? Terei aliados que me vão ajudar e motivar no processo?

 
O ideal é que o objetivo tenha consequências positivas mais importantes do que as negativas.

É igualmente importante, que todas as pessoas implicadas diretamente, consciente ou inconscientemente no teu projeto, achem benefícios.

No entanto é difícil estarmos sistematicamente num processo de ganhar/ganhar a 100%. Tender para isso é de facto importante! É bom que todo o ambiente seja favorável à realização do projeto. Mas lembra-te sempre!

Esta mudança não irá necessariamente agradar a todos!

És tu quem tem que decidir se o risco te vai bloquear ou não. Deves refletir nas formas de o tornares o mais positivo possível para todos os interlocutores.

Uma simples e clara explicação, ou uma exposição tendo em conta as necessidades das pessoas mais importantes para ti, pode ser-te bastante vantajoso e assegurar o teu sucesso!

O sucesso usa sempre sempre o caminho do trabalho!

 

5. Medir os resultados

Saber exatamente o que se quer é ótimo. Mas como sabemos com precisão, que obtivemos o que queríamos?

É por esta razão que devemos determinar os critérios internos (sentimentos, estado de espirito, mudanças na forma de agir e pensar) e os critérios externos (titulo obtido, objetivos concretizados, relações asseguradas, inserção numa rede, etc.). Estes critérios vão permitir-te afirmares em “alto e bom som”:

«Consegui atingir o meu objetivo!».

 

O melhor é fixar critérios de avaliação que te vão permitir saber se atingiste o teu objetivo, mas também de saber se estás no bom caminho no decorrer da jornada.

É importante verificar regularmente que rumamos no bom sentido, que o nosso objetivo não mudou, ou simplesmente que ainda não o ultrapassámos. Coloca-te as seguintes questões:

  • Como posso saber que estou no bom caminho?
  • Como e quando vou avaliar o meu progresso no decorrer da jornada?
  • O que irá acontecer quando souber que atingi esta etapa do meu objetivo ou o objetivo na sua íntegra?

Toma o teu tempo para refletires sobre este aspeto, vai permitir-te traçar e corrigir o teu percurso, reajustar os teus esforços. Mas também manteres os teus níveis de motivação, constatando o progresso à medida que vais caminhando.

Isto vai ajudar-te a por vezes a voltares a clarificar o teu objetivo. Evitando assim perdas de tempo precioso.

É importante saber-se o que se quer, mas no entanto se não soubermos detetar os resultados, podemos errar durante muito tempo e sobretudo não percebermos em que ponto estamos. Já para não falar que, um objetivo atingido é uma fonte de inspiração formidável para a realização de outros objetivos, mesmo em diferentes áreas.

 

Para concluir

Este processo é simples e no entanto muito importante. Quanto mais tiveres os teus objetivos definidos, mais a concretização aumenta.

Assim como que, com objetivos bem claros a motivação é maior e resistente ao processo em si.

É igualmente importante e interessante, refletires nos recursos e competências que deves mobilizar para atingires os teus objetivos!

Atenção: Este artigo é uma ajuda, mas em última instância depende sempre de ti!

Há algo muito importante que nunca deves descorar:

És tu quem deve desenvolver as competências necessárias, para atingires os teus objetivos. E nunca! nunca deixes, de investir na tua formação e desenvolvimento!

 

Anexo

Podes utilizar esta lista para te ajudar na definição do teu objetivo:

1- Definir o objetivo.

O que quero ? Quando ?
Formular de forma positiva

 

2- O objetivo é exequível ?

Posso atingir o meu objetivo ?
Depende de mim ?

 

3- Quais os resultados esperados ?

O que obtenho quando cumprir o meu objetivo ?
O que me vai trazer ?
O que persigo de mais importante através do meu objetivo ?

 

4- A ecologia do objetivo.

Quais os meus aliados ?
A que devo renunciar ?
Quais as consequências positivas/negativas para mim e para os outros ?

 

5- Como medir os resultados ?

No decorrer do processo e no fim ?
Ao nível interno e esterno ?

 

6- Mobilizar recursos.

 
Consulta os elementos apontados durante a clarificação do objetivo, para assim poderes ver claramente de onde partiste e onde já chegaste.

Se chegaste até aqui só me resta agradecer-te por teres lido e desejar-te uma boa definição de objetivos 🙂

Forte Abraço!