Partidas da Vida ou Partidas da Mente?

Em determinados momentos sentimos que a vida nos prega partidos e parece que os alicerces de tudo o que valorizávamos em nosso redor começam a ruir. O próprio brilho do sol parece perder intensidade, as cores das flores já não vibram da mesma forma e tudo parece mais soturno e deprimente.

 

 

Mas será que já paraste para pensar se é realmente a vida que te prega partidas ou se somos nós, com os nossos comportamentos e atitudes que transformamos acontecimentos comuns em algo mais pesado?

 

Esta é uma questão importante e crucial para que possas lidar melhor com os percalços negativos que vão surgindo ao longo do teu quotidiano. Deves deixar de acreditar que todas as derrotas que sofres resultam de um alinhamento cósmico que serve apenas para te prejudicar.

 

O universo não está nem aí!

 

E se a responsabilidade da espiral negativa em que por vezes te encontras for apenas e só da tua responsabilidade, ou melhor da forma como lidas com os obstáculos que vão aparecendo na tua vida?

 

 

Muda a Tua Forma de Lidar Com Os Acontecimentos Negativos

 

 

Ao longo da tua vida pessoal e profissional vais deparar-te com acontecimentos negativos. Isso é algo inevitável, que faz parte da própria existência humana.

 

Irás ter que lidar com a morte de pessoas que te são próximas, com separações e com frustrações profissionais.

 

Mas será que estas situações expressam realmente algo sobre ti e sobre o mundo que te rodeia?

 

A maioria das pessoas acredita piamente que os acontecimentos são responsáveis pelas nossas emoções, que sentimentos como medo, alegria ou tristeza dependem apenas daquilo que nos acontece.

 

Se isto fosse verdade, então não teríamos verdadeiramente controlo sobre as nossas emoções e o conceito de inteligência emocional não faria qualquer sentido.


Para descomplicar um pouco, aquilo que estou a afirmar é que não são os acontecimentos que nos despertam determinadas emoções, mas sim aquilo que pensamos sobre os acontecimentos.

 

E será que esta ideia também se pode aplicar aos acontecimentos mais negativos? Por mais incrível que pareça, a resposta é sim.

 

Até os acontecimentos mais dramáticos e a sua capacidade de interferir com a nossa vida dependem apenas e só do significado que lhes atribuímos e de como os interpretamos.

 

 

As Pessoas Reagem Diferente Perante Acontecimentos Semelhantes

 

Isto explica-nos porque, perante situações semelhantes, as pessoas podem reagir de forma completamente diferentes.

 

Vou ilustrar com um exemplo:

Imagina que numa ida ao restaurante te cruzas com dois antigos colegas de trabalho com quem tinhas uma relação perfeitamente normal e quando te despedes deles, ficas com a impressão de que passaste a ser o tema de conversa entre eles.

Algumas pessoas vão sentir-se desconfortáveis nesta situação e vão acreditar, quase de forma automática, que os seus antigos colegas ficaram a proferir coisas negativas a seu respeito. Talvez tenham ficado a falar daquele erro grave que cometeram um dia. Ou talvez, nunca tenham gostado realmente delas e estejam agora a demonstrar isso mesmo.

Contudo, outras pessoas vão reagir com naturalidade à impressão com que ficaram e vão ficar a pensar que os antigos colegas gostaram de encontrá-las e que por isso ficaram a dizer coisas agradáveis a seu respeito.

 

Tudo depende da perspetiva e da forma como se queira encarar cada acontecimento. Aquilo que nos acontece no nosso quotidiano não tem que condicionar de forma permanente a nossa existência.

 

 

És tu que decides qual a verdadeira importância que cada acontecimento tem na tua vida.

 

 

Agora diz-me uma coisa,

 

Como te sentes em relação a fazeres parte de um projeto que pode mudar a tua vida para sempre?

Como te sentirias se, por tomares hoje mesmo a decisão de te registares aqui, mudasses por completo a tua qualidade de vida e situação económica?

 

Pensa naquilo que vais sentir quando fores livre!

 

 

REGISTA-TE AQUI

Se Acreditares…

Estava aqui a pensar e…

Parece que foi ontem
que percebi isto pela primeira vez…

Foi em Outubro de 2013.

Que tomei a minha decisão.

De ser o meu próprio patrão,
de trabalhar quando quero,
não quando tenho que.

De ter o meu próprio negócio…
…que se adapta a mim…e não
ao contrário.

O dia em que decidi ser livre…
…e nunca mais trabalhar para ninguém!

Foi isso mesmo que fiz!

Cortei os laços com um sistema
defeituoso, onde se ensinam as crianças
a irem à escola, ter boas notas e
arranjarem um emprego.

A verdade é que, para as pessoas que
seguem este modelo, quando chegam
aos 65 anos ou estão mortas ou falidas…

E são biliões de pessoas nesta situação
por este mundo fora…

A boa notícia é que…

Tu não precisas de ser uma delas!

Tu tens escolha!

Tu tens uma opção melhor…

Porque se tens uma ligação à Internet,
um computador e uma GRANDE vontade
de seres livre…

Mereces saber…

Mereces saber que existe um lugar,
um grupo de pessoas, um sistema…

Que te pode proporcionar essa liberdade.

E essas pessoas, que trabalham a partir
de casa, do carro, do parque ou da praia…

São elas que te vão ajudar…somos nós!
Os Lazy Millionaires.

Como Manter uma Organização no Internet Marketing

Imagina…

Teres tempo para ti, tempo para
a tua família, tempo para fazeres
aquilo que mais queres com quem queres…

E ainda…

Ganhares literalmente uma
pipa de massa!

É o que vais encontrar quando
te registares aqui:
http://oliviercorreia.com/c/joinen

Esta é de facto a resposta para
os teus problemas: aqui:
http://oliviercorreia.com/c/joinen

Tem sido assim para milhares de pessoas…

Pode ser assim para ti também…

Se acreditares…em ti!

Forte Abraço!

Olivier

Os 5 Pilares para uma Vida Extraordinária

Todos podemos ter uma vida extraordinária. Esta vida não é apenas reservada aos grandes deste mundo, aos mais influentes e aos mais afortunados.

Seja qual for o teu nível de estudos ou as tuas origens tu também tens a possibilidade de mover montanhas, a capacidade de levar a cabo grandes projetos e de mudares as coisas á tua volta.

Agora, não esperes ganhar a lotaria, teres mais idade ou libertares-te da educação dos teus filhos para teres a vida que queres ter. Decide desde já e começa a colocar em prática numa base diária as estratégias que te vão conduzir a essa vida.


É importante que te apoies nos 5 pilares principais, que os desenvolvas ao longo do tempo, para que todos os teus projetos se realizem e que a tua vida seja extraordinária, principalmente aos teus olhos.

Pilar nº1:

Ter uma visão clara e precisa em função da tua identidade profunda e anunciá-la sob a forma de um projeto.

Para teres uma vida extraordinária é necessário agires, iniciar os teus projetos, sem esperar que os outros decidam isso por ti e sem teres receio que te julguem.

 

Como definir então um projeto que te corresponda e te permita sentires que estás vivo(a) ?

Para começar deves sair da tua visão puramente quotidiana, da tua rotina e questiona-te sobre quais são os teus desejos mais profundos, quais são as áreas que te apaixonam, qual é a atividade que te dá mais prazer. Neste estádio não te preocupes com as tuas circunstâncias atuais, sob risco de te autolimitares.

A partir dos teus desejos profundos, vais definir um objetivo. Este objetivo estará então perfeitamente adequado com a tua personalidade e ancorado à tua identidade profunda.

Porque é isto importante?

Porque quando ages de acordo com a tua personalidade profunda, desenvolves uma visão clara e precisa daquilo que queres atingir na vida.

 

Agora deves escolher um projeto que sirva os teus objetivos. Um projeto que te vai permitir agir sobre os teus desejos e sobre aquilo que queres para ti.

No meu caso escolhi este: O MEU PROJETO

Podes optar pelo mesmo, ou podes usar qualquer outro que te seja favorável e aches que te vá servir de veículo.

De seguida, anuncia o teu projeto sob a forma de uma frase curta, positiva, esta servir-te-á de guia ao longo das tuas ações.

Agora que já definiste o teu projeto, deves agir para que este se realize.

Eis a estratégia que te proponho…

Pilar nº2:

Definir uma estratégia sob a forma de vários objetivos


A tua visão é o fio condutor. Vais dividi-lo em objetivos a longo prazo, ou seja num horizonte de um ano. Depois este objetivo de 1 ano vais decompô-lo por sua vez em objetivos a médio prazo (3-4 meses). E por fim divides os objetivos a medio prazo em objetivos a curto prazo (3-4 semanas).

Para que o teu projeto avance é absolutamente necessário teres ações concretas sobre as quais possas agir, estas ações são os objetivos a curto prazo. Tais como fazeres o teu registo AQUI para teres acesso ao veículo que te vai permitir atingires os teus objetivos a médio prazo.

Uma vez que tenhas atingido todos os objetivos a curto prazo (as démarches necessárias para começares). Vais começar a aproximares-te dos objetivos a médio prazo (que podem ser por exemplo adquirir certas competências). Assim depois de atingires um desses objetivos a médio prazo, estarás cada vez mais perto do teu objetivo final!

Simples não?

 

(Se queres saber mais sobre definir objetivos podes ver AQUI)

Com esta estratégia, vais agir sobre o quotidiano para o teu projeto de vida. No entanto, um dos grandes obstáculos com que as pessoas por vezes se deparam é a falta de motivação contínua.

Pilar nº3:

Colocar em prática hábitos de vida para estar motivado no quotidiano e a longo prazo.

Esta motivação acontece através de se colocar em prática hábitos de vida.

E como se cria?

Primeiro deves definir quais os hábitos que precisas para que o teu projeto avance. Pode ser por exemplo escrever um artigo por dia no teu blog se desejares viver da Internet e seres financeiramente livre, ou ainda treinares todos os dias para participares de uma maratona.

 

Sugiro-te ainda que pratiques este novo hábito durante 30 dias a fio, por forma a mecanizares esta ação até se tornar natural para ti.

Os hábitos de vida permitem lutar contra as quebras de motivação e a procrastinação. Agem como potentes lembretes da mente.

A motivação é não só um fator interno, mas pode igualmente ser aniquilada por acontecimentos externos ou pessoas. Daí a importância de te rodeares das pessoas certas.

Pilar nº4:

 

Constituir um círculo social que te puxa para cima e te ajuda a tingires os teus objetivos.

O teu círculo social deve ser um trunfo a teu favor para avançares no teu projeto de vida. Se te rodeias de pessoas pessimistas ou negativas, vais tu também perder confiança e até tentares convencer-te que o teu projeto não é exequível.

Ao contrário disso, as pessoas positivas, alegres, que já têm o sucesso que procuras na realização do teu objetivo de vida, vão envolver-te com a sua motivação e até ajudar-te a ires avante na realização dos teus objetivos.

Rodeia-te destas pessoas. Se não tens ninguém assim no teu círculo, desenvolve novas conexões, foi o que eu fiz com o meu grupo de trabalho. Vais literalmente beber otimismo e dinamismo!

Acredita no que te digo…vale a pena!


Pilar nº5:

Passa à ação no quotidiano fazendo várias pequenas tarefas, em vez de o fazeres raramente numa tarefa maior.

Por fim, um conselho que queria partilhar contigo hoje, é que deves tomar ação nem que seja um pouco todos os dias em vez de tomares uma grande ação apenas de vez em quando.

Porquê?

Começas um projeto, estás completamente entusiasmado(a), lanças-te de corpo e alma. Depois, vem o primeiro grão de areia, começas a duvidar de ti e abandonas.

A boa estratégia, não é lançares-te numa tarefa quase impossível para ti por enquanto, que ainda não tens as competências todas necessárias. Deves inicialmente agir sobre as pequenas ações simples, concretas e fáceis de realizar.

Por isso te falei antes de teres diferentes pequenos objetivos, para depois chegares aos médios e por último ao principal. Só assim terás uma estrutura coerente: sabes que tal ação, por mais pequena que seja corresponde a tal objetivo.

As pequenas tarefas não te fazem desencorajar e a sua acumulação permite realizar grandes feitos e de proporcionarem uma vida extraordinária, aquela vida que tu vais construir, que te vai dar a liberdade que tanto queres, seguindo os teus desejos mais profundos.

Mete ação agora!

Começa hoje o teu maior sonho!

Abraço amigo(a)

Olivier

Historias de Sucesso – LifeXtreme

Estamos num mês muito especial para mim e para a minha equipa dos Lazy Millionaires.

O mês do nosso LifeXtreme, como tal decidi hoje partilhar contigo histórias de sucesso dos eventos anteriores.

Clica na imagem abaixo para veres do que falo:

 

 

Vai ser já nos próximos dias: 26, 27, 28 e 29 de Março!

Não percas!

Regista-te agora AQUI e fala de seguida comigo no skype: oliviercorreia1

LifeXtreme o Evento dos Lazy Millionaires

Isto é certamente algo que tu não vais querer perder!


LifeXtreme

Vê este vídeo para saberes porque não podes faltar:

Só aqui poderás “dar o salto” como eu o fiz!


 


Junta-te a nós! Agora!

 

Aumenta a tua produtividade no trabalho online

3 Simples Formas de Aumentar a tua Produtividade para Trabalhares Online

 

Trabalhar a partir de casa é certamente algo que qualquer um de nós pensa, em deter

3 Simples Formas de Aumentar a tua Produtividade para Trabalhares Online

 

Trabalhar a partir de casa é certamente algo que qualquer um de nós pensa, em determinado momento.

Hoje em dia não consigo imaginar a minha vida sem ser a trabalhar em casa. Onde me sinto confortável, faço o meu horário e trabalho em boa companhia. A da minha família.

Contudo existem uma serie de distrações quando se trabalha em casa, estas podem constituir uma grande barreira se quisermos ter sucesso nesta atividade.

Quando comecei a trabalhar em casa, continuei a fazer todas as outras coisas que fazia habitualmente em casa em vez de me concentrar apenas no meu trabalho.

Ver televisão, arrumar isto ou aquilo, ir tratar dos animais aqui na minha quinta, fazer o jantar, enfim um conjunto de coisas que o meu cérebro estava programado para fazer naturalmente e que até esperava que as fizesse estando em casa, é natural que assim aconteça, e é de alguma forma difícil “reprogramar o chip” para que haja um foco a 100% no trabalho.

O importante é arranjar um equilíbrio que me permita gozar dos benefícios de estar em casa e ao mesmo tempo fazer o meu trabalho.

 

1º – Dedicar uma área ao trabalho

 

Um escritório é o ideal, deve ser mantido limpo e organizado tanto quanto possível. Se fores como eu, a quem o simples facto de olhar para uma sala desarrumada distrai, podes dar contigo a arrumar a casa toda de alto a baixo. Por isso faz o que tens a fazer primeiro e depois disso, cola-te ao teu confortável local de trabalho e começa a trabalhar sem procrastinar.

O ambiente também é importante para a produtividade, cores claras ajudam a ficar alerta e desperto, não convém no entanto que sejam cores com um grande contraste, para que não se corra o risco de sermos distraídos ou até irritados.

Manter uma secretária em ordem e bem organizada pode também fazer diferença no aumento de produtividade, quem diz a secretária de trabalho, diz o ambiente de trabalho do computador, ter todos os links à mão, todas as minhas ferramentas de afiliados, abrir o navegador sempre diretamente no meu backoffice e nos sites onde trabalho e ter um documento com as respostas a dar ás pessoas com quem trabalho, faz para mim toda a diferença.

 

2º – Decidir quantas horas trabalhar

Mesmo que trabalhar em casa possa ser muito flexível, deves sempre definir um horário (pelo menos ao inicio, acredita que depois de te mecanizares vais achar maravilhosos estares sempre a trabalhar).

Se a tua esposa ou filhos ou família trabalharem durante o dia, podes aproveitar esse tempo para trabalhar, fazendo com que tenhas sempre tempo para estares com eles quando regressarem a casa.

Se não fores madrugador, podes até fazer como eu, começar tarde e acabar tarde.

Se fores exigente com os teus horários de refeições podes até tirar mais tempo para o almoço e gozares deste teu trabalho aproveitando as regalias que te trás. Tudo é flexível; podes parar quando os miúdos chegam a casa e recomeçar quando se deitam, certifica-te que tomas as tuas refeições em família (este ponto é muito importante e pode facilmente ser descorado), passa tempo com a tua esposa ou marido e com os teus filhos.

Para bem dizer, desde que o teu trabalho esteja feito (mesmo que aches que nunca fica acabado, pois trabalhar em casa é um negócio que requer continuidade), podes ajustar e reajustar quantas vezes quiseres o teu horário.

Podes estar, se te organizares bem, de férias perpétuas. O bom de teres um negócio em casa é que este é portátil (pelo menos o meu), o que significa que te podes ausentar de casa sempre que quiseres e levar o teu negócio literalmente debaixo do braço.

Quando se trabalha em casa, podemos incluir no nosso horário e sempre no sentido de aumentar a produtividade, coisas agradáveis como:

Uma sesta – Por volta de sete horas após ter acordado é a altura ideal para fechar os olhos nem que seja meia horita, e assenta sempre bem geralmente após uma boa refeição. Isto ajuda enormemente a sentir um alerta maior e aumenta a produtividade em mais de 50% na segunda metade do dia de trabalho.

Uma refeição saudável – Eu gosto de comer quando tenho fome, mas quando deixo chegar ao ponto de ter muita fome porque estou focado no que estou a fazer, como qualquer coisa, até o que há de menos saudável, por isso aquilo que faço é ir comendo durante o dia, assim quando vou fazer uma refeição consigo discernir o que é melhor para mim. Refeições saudáveis e ricas em proteína, cuja digestão é mais lenta e mantêm a sensação de satisfação por mais tempo e encontram-se nos legumes, nozes, ovos, iogurtes, carnes (peixe, aves e bovino).

Andar ao ar livre Seja entre o pequeno-almoço e o almoço, apanhar ar é fundamental. O meu trabalho pode ser feito desde um jardim, uma esplanada, na praia ou onde quer que possa levar um portátil. É importantíssimo sair à rua. Enquanto que o ar fresco ajuda a relaxar, o barulho de fundo da rua, do campo ou da praia ajuda na produtividade, quase como se fossemos embalados por uma canção. Para além de que a interceção com as pessoas preenche as nossas necessidades emocionais e comportamentais evitando o aborrecimento e a depressão.

Pausa para relaxar – Isto é deveras importante, principalmente para quem como eu trabalha online, sempre ao computador obviamente, ainda não inventaram um dispositivo de ligação neurológica para que possa estar online sem estar ao computador J. De vez em quando ir á cozinha buscar um chá ou um café, e tomá-lo lá. Ir para o sofá ler um jornal ou uma revista e deixar o computador em paz por uns minutos. Isto é essencial e recomendado por qualquer médico. Quando de volta ao trabalho podem sempre ver algumas imagens ternurentas, vídeos que vos façam rir e usar tudo o que vos coloque de bom humor…eu gosto de ver os contactos a cair nas minhas listas ou os registos a entrar, hehehe.

 

3º – Planifica o teu trabalho

Trabalhar em casa trás inúmeras regalias, é de facto maravilhoso poder estar aqui confortavelmente sentado, não passar o dia num escritório fechado poder fazer o que bem me dá “na telha” e sobretudo não ter que sentir a respiração de um chefe ou patrão no meu pescoço.

No entanto e falo por mim o trabalho deve ser planificado. Quando comecei chegava a trabalhar 16 horas por dia por falta de organização, distraia-me, esquecia-me e perdia o foco totalmente. O que me ajudou foi todos os dias quando começava o meu trabalho fazer uma lista de prioridades e coisas a fazer. Passei a conseguir fazer o meu trabalho em quatro horas e hoje já está tudo tão mecanizado que não preciso de escrever nada. Sei tudo o que tenho a fazer desde que me levanto até que me deito.

Hoje não faço distinção entre estar ou não a trabalhar, faço o que gosto e sinto-me sempre “de serviço”, como diz o meu mentor e amigo, o meu trabalho é a minha vida e a minha vida o meu trabalho.

Trabalha em casa !

Regista-te aqui !