Tomar Notas: 5 Dicas Para Nunca Mais Esqueceres Nada

Tomar notas está longe de ser um sinal de fraqueza ou envelhecimento.

Muito pelo contrário, tomar notas eficazmente, é antes de mais compreender como funciona o cérebro e adotar uma estratégia para não nos preocuparmos com eventuais «esquecimentos», que possam surgir.

Tomar notas, permite-nos não deixar passar ideias e oportunidades que se nos apresentam, de forma não opinada.
O nosso cérebro é uma máquina potente e complexa, que nos pode pregar partidas.

É assim importante, compreender como funciona a «tomada de notas», e usar ferramentas exteriores, os ditos “auxiliares de memória”.

O funcionamento da memória e da tomada de notas


O nosso cérebro é solicitado no quotidiano, por um vasto número de informação mais ou menos importante. Uma informação “espanta” rapidamente outra e assim sucessivamente.
É um bombardeamento permanente. A memória imediata limita-se a alguns segundos.

Numerosas pesquisas científicas sobre o cérebro revelam que, somos capazes de reter durante alguns segundos sete itens em média. Mal se recebe uma informação e esta já foi esquecida.

Para que uma informação se “fixe” no cérebro, é necessário que um processo de tratamento de dados e de triagem tenha lugar. E isto leva tempo, implica numerosas interações entre as diversas informações.
É então inútil arrancarmos os cabelos para tentar reter tudo, e depois nos sentirmos culpados por termos esquecido algo.


Tomar notas: Uma ferramenta indispensável para nada esquecer


Memory loss and alzheimer's medical symbol

Mais vale de facto adotar um sistema de tomada de notas eficaz para libertarmos o cérebro e nos sentirmos mais concentrados em tarefas com mais valor acrescentado.

 

Aliás, diz-se que o Einstein tinha tomado nota do seu próprio número de telefone para não estorvar a sua memória e assim economiza-la para coisas mais importantes.

Do que precisamos de nos lembrar?

 

Todos os dias temos que nos lembrar das entrevistas, das reuniões, das chamadas a fazer, das respostas a dar a fulano ou beltrano, de coisas a comprar ou encomendar, etc.
São então muitas “pequenas informações” que precisamos tomar nota para nada esquecermos.

Mas são também ideias que precisamos guardar.

 

Quando trabalhas num projeto ou organizas um evento, já te deve ter acontecido surgir uma ideia quando estás quase a adormecer, ou no duche ou até a passear em família.

 

Então dizes que é uma excelente ideia e que a vais anotar assim que acordares, ou saires do duche ou regressares a casa.

 

Errado!

 

Existem fortes probabilidades de que a tua brilhante ideia tenho “ganho asas” e voado 🙂

emails

É por isso que te proponho hoje 5 dicas concretas para nunca mais esquecer nada de novo.

Dica 1: “Arma-te” de uma armadilha de ideias e informação.

ideia

Trata-se de dispores de um suporte para poderes anotar informações a reter (um numero de telefone, um nome, um encontro) ou uma ideia que possa servir ao teu projeto.

Não importa se for suporte papel ou digital. O que conta, é que integres este suporte nos teus hábitos quotidianos.

Pode parecer algo simples e conhecido de todos mas…será que o fazes?

 

Eu uso dois tipos de suporte, um caderno de capa rija e o meu iPhone. Pessoalmente esta dica simples permitiu-me nunca mais esquecer as “ideias geniais” que aparecem de lado nenhum.

Dica 2: Escolhe aplicações de smartphone fáceis de usar.


notas

Se tens o teu smartphone em permanência contigo, escolhe uma aplicação como o “Google Agenda” ou uma simples aplicação de tomada de notas.

Existem numerosas aplicações para tomada de notas, deves escolher aquela que te parece mais pratica. Acima de tudo não compliques a tua vida com ferramentas demasiado sofisticadas.

Keep it simple 😉


Para tomares notas com estas aplicações, a ferramenta deve ser adaptada à forma como habitualmente procedes. Evita seres invadido constantemente por notificações intempestivas.

Dica 3: Não negligencies as ferramentas tradicionais. Agenda, bloco de notas ou caderno.

notas

Se preferes o suporte papel, opta então por uma pequena agenda ou um pequeno bloco.

Estas ferramentas têm a vantagem de poderem ir contigo para todo o lado, sem te preocupares em carregá-los ou sincronizá-los. Apesar de ter o inconveniente de teres que ter sempre contigo uma caneta, que se pode perder facilmente.

Na era digital em que vivemos, pode ser interessante conservares um suporte papel. O facto de escreveres à mão ajuda a retenção de dados em memória.

Aconselho-te ainda a teres sempre um bloco de notas á cabeceira da cama, para assim poderes anotar as ideias que te vão surgindo de noite, mesmo que durmas com o smartphone ao teu lado.


Dica 4: Para tomares notas eficazmente, faz uma triagem regular das mesmas

notas

Anula as notas desatualizadas

 

Redefine as informações importantes em função das tuas prioridades atuais

 

Se tiveres tendência a esquecer algumas coisas mesmo tomando notas, podes adotar um código de cores para poderes identificar sempre a informação mais importante

 

Pessoalmente considero que a vida útil de uma nota que não foi nem triada nem priorizada, se situa entre 2 a 7 dias. Acima disso as notas tendem a empilhar-se numa gaveta de despejo, para finalmente de nada servir.

 

 

Dica 5: Introduz imagens nas tuas notas

sol1

 

O nosso cérebro funciona mesmo assim. É mais fácil guardar imagens em memória do que palavras ou números.

 

Não é frequente proceder-se assim, mas experimenta e verás por ti mesmo a força das imagens. Podes por exemplo numa nota escrita esboçares um desenho, ou até tirares uma foto de uma nota e afixá-la onde aches pertinente.

 

Acredita…isto muda tudo quanto a tomar notas 😉 !

Agora deixa-me dizer-te algo muitíssimo interessante…

Foram pequenas dicas destas, que serviram para que conseguisse rentabilizar o meu tempo inteligente e eficazmente e me fizeram ganhar $94.755.33 dólares no ultimo ano, trabalhando a partir de casa.

Agora, “Toma Nota” do que te digo: TU TAMBÉM PODES TRABALHAR A PARTIR DE CASA e ganhares uma pipa de massa literalmente 🙂

REGISTA-TE AQUI para adquirires o teu blog pré-configurado e fazeres parte da equipa.

Vejo-te deste lado!

Forte Abraço!

Web Marketing Para Empresas

Ser Internet Marketer é ser um general no novo tabuleiro de jogo económico em que a Internet se tornou.

-Olivier Correia




Não é por acaso que gosto de dizer que, um bom Internet Marketer é um verdadeiro general dos negócios online. Ontem dei-me conta mais uma vez do poder que detemos e vou dar-te um exemplo prático:

Imagina uma empresa de informática (poderia ser qualquer outra atividade) que trabalha com uma equipa de vendedores

Vamos supor que esta empresa tem 5 vendedores, que cada um deste vendedores tem um carro da firma e aufere um rendimento base de 700€.

Vamos ainda ter em conta que, cada um deles viaja para fora da sua localidade e consequentemente tem que comer fora de casa, já para não falar que muitas vezes um vendedor paga o almoço ao seu potencial cliente.

Vamos então fazer algumas contas anuais para esta empresa:

5 carros comerciais a 15.000€ cada, amortizados em 4 anos = 18.750€/ano

5 ordenados base de 700€ = 42.000€/ano

5 almoços por dia útil a 10€ cada = 13.000€/ano

Estes vendedores (mesmo que mal pagos) geram à empresa uma despesa fixa anual de 73.750€

Vejamos agora em termos práticos, baseado na minha experiência como ex-empresário do ramo de informática, o retorno anual desta despesa.

– Um empresa de informática que tenha 5 vendedores na rua é uma empresa que em condições normais procura clientes empresariais e até instituições públicas como escolas, bibliotecas, centros de saúde, hospitais, etc. Procura não só vender equipamentos como fazer contratos de manutenção em troca de uma avença mensal.

A minha experiência diz-me que quando tem que ser o vendedor a “puxar pela cabeça” por forma a contactar potenciais clientes e se for um vendedor muito bom, fará no máximo 4 contactos por dia. Entenda-se por um contacto alguém interessado em ouvir a proposta do vendedor. Os “nãos” e as “portas na cara” não contam 🙂

Então se estes 5 vendedores fizerem 4 contactos cada um, a empresa fará um total de 20 contactos por dia.
Diz-me ainda a minha experiência, que uma venda ocorre a cada 160 contactos feitos.

Então a empresa irá gerar por ano (260 dias uteis x 20 contactos) = 5.200 contactos, dos quais irão resultar em média cerca de 32 vendas.

Vamos ainda supor que por cada cliente se consegue uma venda de 1.500€ em equipamento e uma avença de 75€ mensais. Isto equivale a uma faturação anual de (1.500€ x 32) + [(75€ x 32) x 12] = 76.800€

Então, temos 76.800€ de faturação anual para um investimento de 73.750€, ficando assim com um lucro bruto de 3.050€ anuais. (Não me parece que a empresa se governe com isto 🙂 )

[fancy_box id=2]Vamos agora introduzir o Internet Marketing nesta equação:[/fancy_box]

1 posto de trabalho fixo na empresa (sem carro de serviço nem almoços fora) ordenado mensal de 1.000€

Produtos da Empower Network que vão ensinar a pessoa que vai ocupar este cargo = 4.500€

20 horas (4h/dia) de coaching, para ensinar a pessoa que vai ocupar este cargo e fazer as configurações iniciais = 2.500€

Despesas mensais fixas:

Blog (Kalatu premium) = 61€
Auto-responder = 20€
Inner Circle = 85€

A pessoa que for ocupar este cargo estará apta passado uma semana de coaching pessoal, a gerar no mínimo 500 contactos por dia, TODOS OS DIAS (enquanto que os vendedores descansam ao fim de semana e só fazem contactos nos dias úteis).

500 Contactos por dia = 182.500 contactos/ano = 1.140 vendas =2.736.000€ ( 2 milhões setecentos e trinta e seis mil euros) !!!

Para uma despesa única de 7.000€ e uma despesa fixa mensal de 1.166€ (ordenado + subscrições)

Isto representa um lucro anual bruto de 2.715.008€ depois de introduzido o Internet marketing na empresa!

O Web Marketing para empresas é cada vez mais uma necessidade crescente, para todos os empresários de visão que querem fazer a diferença face à concorrência.

Deixa-me mostrar-te um vídeo muito curto onde o meu amigo e parceiro de negócio Igor me entrevistou sobre este assunto:

 

Quer sejas empresário e queiras implementar o Web marketing para empresas no teu negócio,

Quer queiras aprender as competências para prestares este tipo de serviços a empresas,

Tudo começa com um passo comum:

Adquirir hoje ainda a tua subscrição de um blog como o meu AQUI

Até Já 🙂

Olivier

Aprender e Ter Prazer

Porque deves estar sempre em formação e tirar prazer nisso?

 

A maioria das pessoas associam a formação à escola e a tudo o que lhe está associado, deveres, exames, notas, etc. No entanto a escola representa apenas um único tipo de aprendizagem. Existem numerosas outras maneiras de nos formarmos, de nos desenvolver, de ganhar novas competências e tudo isto no decorrer de uma vida.

 

Formar-se não é apenas reservado aos alunos e aos estudantes.
A aquisição de novos conhecimentos e novas competências não deve ser visto como um “frete”, antes pelo contrário. Aprender pode revelar-se uma fonte ilimitada de prazer.

 

 

As 4 vantagens de estar sempre em formação

 

Não nos formamos uma única vez durante a duração dos nossos anos de estudos. Estaríamos a considerar que as nossas capacidades ficam gravadas em pedra mármore e que não evoluímos.

 

Todas as experiências de aprendizagem são importantes e fazem aumentar a autoconfiança e a autoestima. Conseguimos assim ver concretamente que somos capazes de adquirir novos conhecimentos e integrar novos trunfos na nossa vida no sentido de avançar rumo aos nossos sonhos e objetivos.

 

 

Então a formação constante dá-nos uma vantagem enorme em relação aquelas pessoas que não se formam, pois a formação permite-nos usar rapidamente conceitos e soluções que outros demoraram anos a compreender.

 

A formação permite-nos igualmente que nos adaptemos às circunstâncias que evoluem, de melhor compreender o que nos rodeia e de ser resiliente nas mudanças. A formação é um motor importante na nossa vida, faz funcionar o nosso cérebro e permite desenvolver diferentes aspetos da nossa inteligência que não foram valorizados na escola.

 

 

Formar-se: Um prazer e uma experiência ao alcance de todos

 

 

Para começar esquece completamente a ligação entre a formação e a escola. Formar-se pode claramente ser lúdico. Ninguém precisa de regressar aos bancos da escola para aprender algo novo.

 
Formamo-nos mesmo sem nos apercebermos, quando lemos um artigo, vendo um tutorial em vídeo na internet, passando tempo com um amigo, algum conhecido quando nos mostra como realizar esta ou aquela tarefa. Com o decorrer do tempo armazenamos literalmente toneladas de conhecimento em áreas que nos interessam. Vivemos uma experiência enriquecedora.

 

 

O meu conselho é que escolhas desenvolver as tuas capacidades em áreas que te apaixonam, desta forma a aprendizagem será um verdadeiro prazer.

 

 

Eu adoro desenvolvimento pessoal e tudo o que tenha a ver com inteligência emocional e psicologia e para mim é super interessante descobrir tipos de aplicações práticas desse mesmo conhecimento e adaptá-lo à minha vida pessoal, ao meu negócio na Internet e até às minhas relações inter-pessoais.

 

Podemos formar-nos com estágios, em ateliers, seminários locais ou ainda da forma como eu o faço, através de formações online na internet, onde se pode avançar ao nosso próprio ritmo e sem pressões.

 

 

[fancy_box id=4]

Os meus cursos favoritos:

– INNER CIRCLE                          – TOP PRODUCER FORMULA        

– TEAM BUILDING FORMULA        – MASS INFLUENCE FORMULA

[/fancy_box]

 

 

Assim que terminares uma formação não te esqueças de atualizar o teu inventário de competências

 
Formação em função das necessidades para um colocar em prática rápido e concreto

 

Talvez digas para ti mesmo que não tens nem tempo nem dinheiro para te formares. Uma vez mais não vejas a formação como um “frete”.

 

É verdade que algumas formações requerem um investimento importante em tempo ou em dinheiro. Neste caso visa o conhecimento que realmente precisas de imediato e planeia a tua formação por etapas ao longo do tempo.

 

Compara programas, métodos, para teres uma ideia da utilidade da formação para ti. Se queres por exemplo ganhar dinheiro com a internet e gostarias de fazê-lo a 100% e viver apenas disso, deves sem falta comprar estes cursos: Inner Circle, Top Producer Formula, Team Building Formula e Mass Influence Formula, estes foram os cursos de base que me ensinaram tudo o que sei sobre a industria do trabalho a partir de casa e sobre como ganhar uma “pipa de massa” com a Internet.

 

Deves ainda definir o estilo de aprendizagem que melhor se adapta a ti: Será através da escrita, de livros, transmissão de conhecimento por experiencia, ou ainda através de vídeos para que possas sempre consultar?

 

Em uma ou duas dezenas de horas podes aprender muitas coisas novas e coloca-las em prática

 

Esta ação fará uma diferença enorme em relação aqueles que nada farão para se formarem.

 

A bola está no teu lado 🙂

 

Se estás convencido da importância de nos formarmos em permanência, não hesites em partilhar este artigo nas redes sociais.

 

Se gostas de desenvolvimento pessoal tens que dar uma vista de olhos neste curso: INNER CIRCLE

 

Forte Abraço!  😉

A Ciência de Deus

Não é a luz que morre ao contacto com as trevas, são as trevas que morrem ao contacto com a luz.

– Omar Khayyâm

 

Um professor universitário desafiou um dia os seus alunos com esta pergunta:

– Deus criou tudo o que existe?

Um dos estudantes responde orgulhosamente: «Sim, claro que criou!»

 
O professor responde então:

– Se Deus criou tudo, também criou o mal. Então se o mal existe e foi criado por Deus, significa que Deus é mau.

 

 

O estudante permaneceu calado diante de tal resposta.

O professor “pavoneava-se” orgulhoso dele próprio por ter provado uma vez mais aos seus alunos que a fé não passava de um mito.

 

 

Um outro estudante levantou o braço e disse:

– Posso colocar-lhe uma pergunta professor?

 

– Claro que sim respondeu este.

 

– Professor, o frio existe?

 

– Que raio de pergunta é essa? Claro que existe. Você nunca teve frio?

 

– Na realidade professor, o frio não existe. Segundo a lei da física, aquilo que consideramos frio, é de facto a ausência de calor.

Todo o individuo ou objeto possui ou transmite energia. O calor é produzido por um corpo ou matéria que transmite energia. O zero absoluto (-273,15 °C) é a ausência total de calor.

O frio não existe. O Ser Humano criou esta palavra para descrever aquilo que sentimos na ausência de calor.

 

O estudante continua:

– Professor, a escuridão também existe?

 

– Claro que existe!

– Mais uma vez está enganado professor, a obscuridade não existe. Na realidade o escuro é a ausência de luz. Podemos estudar a luz, mas não podemos estudar o breu

Podemos utilizar o prisma de Newton para fragmentar a luz branca em várias cores e estudar os diferentes comprimentos de onda de cada cor. Mas não podemos medir a escuridão.

Um simples raio de luz pode irromper numa vasta escuridão e iluminá-lo. Como pode saber o espaço que ocupa a escuridão? Medimos a quantidade de luz presente, isso sim, não é verdade?

A escuridão não passa de um termo utilizado pelo Homem para descrever o que acontece na ausência de luz.

 

Finalmente, o jovem pergunta ao professor:

– Professor, e o mal? Existe?

 

– Claro que sim, aliás já o disse anteriormente. O mal vê-se por todo o lado todos os dias. Está nos exemplos do quotidiano o Homem ser desumano com o próprio Homem. Vê-se na multitude de crimes e de violência praticada um pouco por todo o lado.

– Não professor…o mal não existe! Ou melhor, não existe por ele mesmo. O mal é apenas a ausência de Deus em si. É como a escuridão e o frio, uma palavra que o Homem criou para designar a ausência de Deus nele mesmo.

Deus não criou o mal. O mal não é como a fé ou o amor, que existem tal como a luz e o calor. O mal é o resultado que acontece quando o Homem não amor no seu coração. É como o frio que aparece na ausência de calor ou a escuridão na ausência de luz.

 

O professor sentou-se

 

O aluno chamava-se Albert Einstein.

 

Possivelmente já conhecias esta história, no entanto não quis deixar de a contar, pois serve de referência para muitas verdades escondidas e muitas falsas crenças, mas é sobretudo uma lição de conhecimento e humildade.

 

Se gostas de desenvolvimento pessoal aconselho-te um fantástico curso em audio e vídeo, o INNER CIRCLE

VÊ AQUI TODA A INFORMAÇÃO

De Que Te Queixas?

Concordam comigo?

A mim parece-me senso comum!

Vamos a exemplos:

Exemplo 1

– Dói-me a cabeça.

– Eu costumo tomar este comprimido, passa-me em 20 minutos, toma um.

– À…não me apetece.

– Então não te queixes mais!

 

Exemplo 2

– Gostava tanto de deixar de fumar mas não consigo.

– Eu deixei há 5 meses com cigarros eletrónicos, se fores a este sitio explicam-te tudo.

– À…isso pode não resultar comigo.

– Então não te queixes mais!

 

Exemplo 3

– Estou tão farto deste meu trabalho. Tantas horas para ganhar 800€ por mês…

– Eu estava como tu há 15 meses atrás. Hoje com este sistema ganho muito dinheiro em casa, e sou eu que faço o meu horário. Eu posso ajudar-te, regista-te aqui que vamos começar.

– À…tenho receio que isso não dê em nada.

– Então “continua teso” e não te queixes!

PERDE-SE COMPLETAMENTE O DIREITO AOS QUEIXUMES!

Então se eu não estou bem como estou e alguém me diz que me resolve o problema apresentando-me uma solução, eu não a uso?

Seria um disparate não o fazer certo?

Então tu que recebes os meus emails, porque te inscreveste numa publicação acerca de uma forma de melhorar a tua vida e eu te apresento
a solução, não a usas porquê???

E se não os recebes os meus emails devias recebê-los (clica aqui para os receberes).

Sê proativo! Mete ação hoje! e começa a mudar a tua vida.

REGISTA-TE AQUI

Até Já 😉

Olivier Correia

Como Elaborar um Plano de Ação: 3 Segredos para ser Eficaz e Produtivo

Algumas semanas atrás, falei-te de como definir objetivos. Vimos juntos como os decompor segundo diferentes horizontes temporais, a longo, médio e curto prazo.

Agora que já conheces os maiores traços do teu projeto, proponho-te hoje organizares os teus objetivos a fim de criares um verdadeiro plano de ação. Este sistema vai permitir-te avançares passo a passo de forma serena rumo à realização desse mesmo projeto.

 

Porque é necessário elaborar um plano de ação?

 

Como Elaborar um Plano de Ação: 3 Segredos para ser Eficaz e Produtivo
Como Elaborar um Plano de Ação: 3 Segredos para ser Eficaz e Produtivo

O plano de ação é uma ferramenta indispensável, para qualquer pessoa que queira levar a bom porto projetos de envergadura duradoura, como projetos financeiros de mudança de vida, projetos de desenvolvimento pessoal, etc. Permite colocar prioridades entre objetivos.

Graças ao plano de ação, terás à tua disposição todas as démarches exatas a seguir, com etapas concretas.

O plano de ação trás igualmente um panorama geral, como uma vista de cima do projeto. Vai averiguar-se bastante útil quando te sentires um pouco perdido(a), no meio de todas as ações que vais fazer no sentido do teu objetivo. Vai permitir-te simplificar e voltares aos básicos quando assim o sentires necessário.

Mas um plano destes não se constrói “às 3 pancadas”. É por isso que te proponho um método eficaz para a elaboração de um plano de ação e o melhoramento das tarefas inerentes a esse plano.

Neste artigo, vou literalmente “entregar-te” 3 dos meus pequenos segredos para construíres um plano de ação concreto, eficaz e produtivo.

 

Segredo nº1: O Plano de Ação aplica-se a objetivos concretos

Várias vezes te expliquei neste blog que, que não podes passar á ação sem objetivos precisos e concretos. Consequentemente, o plano de ação, deve apenas comportar ações simples e pequenas, sobre as quais podes agir a curto e médio prazo.

Por exemplo:

Queres mudar os teus horizontes profissionais, familiares e financeiros. Decides ter o teu próprio negócio no mercado digital e no Internet Marketing. Sabes que é das profissões mais bem pagas de todo o mundo, que te vai permitir teres tempo para ti e para a tua família e que é uma área que te vai trazer novas competências para o resto da tua vida.

Mas no entanto…Não fazes a mínima ideia de como fazer ou sequer começar.

Podes fazer um plano de ação deste género:

Objetivo: Ganhar dinheiro com um negócio próprio ma Internet (de preferência muito dinheiro). Ter tempo para mim e para a minha família e ganhar novas competências para o meu futuro.

Pequenas ações simples do plano:

1- Encontrar pessoas que já tenham sido bem-sucedidas nesta área e que vivam de acordo com o meu objetivo. (exemplo)

2- Descobrir o sistema que usam que lhes permitiu esse sucesso. (exemplo)

3- Juntar-me a estas pessoas e iniciar-me no método que usam para criarem aquilo que também quero para mim (exemplo)

Estas 3 simples ações, seriam as tarefas a curto prazo do teu plano de ação, para iniciares a realização dos teus objetivos maiores.

A partir daqui, irás repetir o processo e traçar um novo plano (ou micro-plano), uma vez que já estejas no sistema. Como por exemplo:

1- Quais os primeiros passos a dar agora que iniciei.

2- Que apoio e formação tenho disponível com este grupo a quem me juntei.

3- Procurar saber como posso fazer para rapidamente obter os resultados que quero.

Uma vez respondidas estas 3 questões sob a forma de micro-plano, poderás passar então a outro plano de ação concreto, no sentido de começar a produzir resultados.

Ou seja, decompuseste a primeira parte do teu objetivo maior em sub-objetivos e em pequenas ações facilmente realizáveis.

 
Segredo nº2: Não cometer o erro de querer definir ao milímetro o teu plano de ação.

Quando estabelecemos um plano de ação, temos por vezes tendência a querer prever tudo, ser preciso ao máximo e não nos esquecermos de nada.

É um erro crasso!

Porquê?

Simplesmente porque é impossível prever tudo. Se fores colocar tudo no papel antes de começares, corres o risco de nunca começares.

Por isso…ações simples!

Prever as etapas principais é fundamental, mas nunca te podes perder nos detalhes. Poderás sempre acrescentar ao teu plano etapas intermédias, se decidires que esta ou aquela ação não é suficientemente precisa e necessita de ser subdividida.

O segundo segredo de um bom plano de ação reside na sua modularidade.

 

Sê flexível em relação aos imprevistos e confia em ti para te assegurares que as soluções virão à medida que fores avançando!

 

Em engenharia fala-se de melhoramento continuo. Este princípio consiste numa constante medição do progresso, a fim de reorientar e afinar continuamente o plano de ação.

Segredo nº3: Utiliza uma ferramenta de definição de estratégia eficaz.

Para te ajudar a elaborar planos de ação, a colocar ordem nos teus objetivos e a priorizá-los, aconselho-te que uses um pequeno tesouro que descobri recentemente, um software chamado FREEMIND.

O Freemind é uma ferramenta de “mind mapping” e é gratuito. Brevemente irei escrever um artigo que explique as vantagens de usar o “mind mapping” (ou os mapas mentais em português) para definir os planos de ação. É sem dúvida uma ferramenta que tem vindo a mudar a minha forma de pensar e de conceber os meus projetos.

Esta forma de representação é muito mais potente e flexível do que um simples quadro branco que recapitula as ações que devemos tomar. Permite decompor facilmente um objetivo em sub-objetivos, mantendo sempre uma vista geral do projeto.

Isto é o que é potente e eficaz: Ter o mesmo tempo o detalhe debaixo de olho, as prioridades e uma vista geral do conjunto.

Esta dupla perspetiva é muito importante. Trabalhas um sub-objetivo, tendo sempre presente onde estás em relação ao objetivo maior. Desta forma não corres o risco de te perderes em numerosas listas de tarefas que se podem repetir ou contradizer.

Espero que tires valor deste artigo para teu próprio proveito e que estas linhas te ajudem a traçar os teus planos de ação.

Algo que fazemos muito bem na minha equipa de trabalho, é esquematizar os grandes objetivos das pessoas, subdividi-los em pequenas ações e ajudá-las a atingirem esses mesmo objetivos.

Por isso, se te enquadras no cenário do segredo nº1 acima mencionado, se procuras ajuda para a realização dos teus sonhos e pessoas que já tenham sucesso naquilo que queres para ti, está na hora de passares para a velocidade superior.

 

Junta-te à equipa!

Como Manter uma Organização no Internet Marketing

 

Neste últimos 14 meses, descobri que não há nada melhor do que sermos donos do nosso tempo, ganharmos muito dinheiro e pertencermos a um grupo com os mesmos objetivos que nós. Que dia após dia, após dia ajudam a todos na realização dos seus sonhos!

 

Regista-te!

 

Encontramo-nos deste lado 🙂

 

Forte Abraço

 

Olivier

Os 5 Pilares para uma Vida Extraordinária

Todos podemos ter uma vida extraordinária. Esta vida não é apenas reservada aos grandes deste mundo, aos mais influentes e aos mais afortunados.

Seja qual for o teu nível de estudos ou as tuas origens tu também tens a possibilidade de mover montanhas, a capacidade de levar a cabo grandes projetos e de mudares as coisas á tua volta.

Agora, não esperes ganhar a lotaria, teres mais idade ou libertares-te da educação dos teus filhos para teres a vida que queres ter. Decide desde já e começa a colocar em prática numa base diária as estratégias que te vão conduzir a essa vida.


É importante que te apoies nos 5 pilares principais, que os desenvolvas ao longo do tempo, para que todos os teus projetos se realizem e que a tua vida seja extraordinária, principalmente aos teus olhos.

Pilar nº1:

Ter uma visão clara e precisa em função da tua identidade profunda e anunciá-la sob a forma de um projeto.

Para teres uma vida extraordinária é necessário agires, iniciar os teus projetos, sem esperar que os outros decidam isso por ti e sem teres receio que te julguem.

 

Como definir então um projeto que te corresponda e te permita sentires que estás vivo(a) ?

Para começar deves sair da tua visão puramente quotidiana, da tua rotina e questiona-te sobre quais são os teus desejos mais profundos, quais são as áreas que te apaixonam, qual é a atividade que te dá mais prazer. Neste estádio não te preocupes com as tuas circunstâncias atuais, sob risco de te autolimitares.

A partir dos teus desejos profundos, vais definir um objetivo. Este objetivo estará então perfeitamente adequado com a tua personalidade e ancorado à tua identidade profunda.

Porque é isto importante?

Porque quando ages de acordo com a tua personalidade profunda, desenvolves uma visão clara e precisa daquilo que queres atingir na vida.

 

Agora deves escolher um projeto que sirva os teus objetivos. Um projeto que te vai permitir agir sobre os teus desejos e sobre aquilo que queres para ti.

No meu caso escolhi este: O MEU PROJETO

Podes optar pelo mesmo, ou podes usar qualquer outro que te seja favorável e aches que te vá servir de veículo.

De seguida, anuncia o teu projeto sob a forma de uma frase curta, positiva, esta servir-te-á de guia ao longo das tuas ações.

Agora que já definiste o teu projeto, deves agir para que este se realize.

Eis a estratégia que te proponho…

Pilar nº2:

Definir uma estratégia sob a forma de vários objetivos


A tua visão é o fio condutor. Vais dividi-lo em objetivos a longo prazo, ou seja num horizonte de um ano. Depois este objetivo de 1 ano vais decompô-lo por sua vez em objetivos a médio prazo (3-4 meses). E por fim divides os objetivos a medio prazo em objetivos a curto prazo (3-4 semanas).

Para que o teu projeto avance é absolutamente necessário teres ações concretas sobre as quais possas agir, estas ações são os objetivos a curto prazo. Tais como fazeres o teu registo AQUI para teres acesso ao veículo que te vai permitir atingires os teus objetivos a médio prazo.

Uma vez que tenhas atingido todos os objetivos a curto prazo (as démarches necessárias para começares). Vais começar a aproximares-te dos objetivos a médio prazo (que podem ser por exemplo adquirir certas competências). Assim depois de atingires um desses objetivos a médio prazo, estarás cada vez mais perto do teu objetivo final!

Simples não?

 

(Se queres saber mais sobre definir objetivos podes ver AQUI)

Com esta estratégia, vais agir sobre o quotidiano para o teu projeto de vida. No entanto, um dos grandes obstáculos com que as pessoas por vezes se deparam é a falta de motivação contínua.

Pilar nº3:

Colocar em prática hábitos de vida para estar motivado no quotidiano e a longo prazo.

Esta motivação acontece através de se colocar em prática hábitos de vida.

E como se cria?

Primeiro deves definir quais os hábitos que precisas para que o teu projeto avance. Pode ser por exemplo escrever um artigo por dia no teu blog se desejares viver da Internet e seres financeiramente livre, ou ainda treinares todos os dias para participares de uma maratona.

 

Sugiro-te ainda que pratiques este novo hábito durante 30 dias a fio, por forma a mecanizares esta ação até se tornar natural para ti.

Os hábitos de vida permitem lutar contra as quebras de motivação e a procrastinação. Agem como potentes lembretes da mente.

A motivação é não só um fator interno, mas pode igualmente ser aniquilada por acontecimentos externos ou pessoas. Daí a importância de te rodeares das pessoas certas.

Pilar nº4:

 

Constituir um círculo social que te puxa para cima e te ajuda a tingires os teus objetivos.

O teu círculo social deve ser um trunfo a teu favor para avançares no teu projeto de vida. Se te rodeias de pessoas pessimistas ou negativas, vais tu também perder confiança e até tentares convencer-te que o teu projeto não é exequível.

Ao contrário disso, as pessoas positivas, alegres, que já têm o sucesso que procuras na realização do teu objetivo de vida, vão envolver-te com a sua motivação e até ajudar-te a ires avante na realização dos teus objetivos.

Rodeia-te destas pessoas. Se não tens ninguém assim no teu círculo, desenvolve novas conexões, foi o que eu fiz com o meu grupo de trabalho. Vais literalmente beber otimismo e dinamismo!

Acredita no que te digo…vale a pena!


Pilar nº5:

Passa à ação no quotidiano fazendo várias pequenas tarefas, em vez de o fazeres raramente numa tarefa maior.

Por fim, um conselho que queria partilhar contigo hoje, é que deves tomar ação nem que seja um pouco todos os dias em vez de tomares uma grande ação apenas de vez em quando.

Porquê?

Começas um projeto, estás completamente entusiasmado(a), lanças-te de corpo e alma. Depois, vem o primeiro grão de areia, começas a duvidar de ti e abandonas.

A boa estratégia, não é lançares-te numa tarefa quase impossível para ti por enquanto, que ainda não tens as competências todas necessárias. Deves inicialmente agir sobre as pequenas ações simples, concretas e fáceis de realizar.

Por isso te falei antes de teres diferentes pequenos objetivos, para depois chegares aos médios e por último ao principal. Só assim terás uma estrutura coerente: sabes que tal ação, por mais pequena que seja corresponde a tal objetivo.

As pequenas tarefas não te fazem desencorajar e a sua acumulação permite realizar grandes feitos e de proporcionarem uma vida extraordinária, aquela vida que tu vais construir, que te vai dar a liberdade que tanto queres, seguindo os teus desejos mais profundos.

Mete ação agora!

Começa hoje o teu maior sonho!

Abraço amigo(a)

Olivier

O Marketing Boca-a-boca

O boca-a-boca é sem dúvida a estratégia de marketing mais antiga do mundo…existia até muito antes de existir o próprio marketing e faz parte da natureza humana.

 

Seja qual for a tua atividade, o boca-a-boca é uma técnica de marketing que nunca deves negligenciar para dares a conhecer os teus produtos ou serviços.

 

 

Os números do marketing de boca-a-boca

 


Descobri números bastante interessantes sobre o boca-a-boca que vou querer partilhar contigo (ver ilustração mais abaixo)

As Pessoas

  • Uma pessoa diz 16.000 palavras em média por dia.
  • 61% Das pessoas compram as mesmas marcas que os amigos.
  • 89% Das pessoa transmitem conteúdo por email.

 

Os locais do boca-a-boca

  • Em casa em família,
  • Nas redes sociais,
  • No local de trabalho,
  • Nas saídas,
  • No desporto,
  • etc…

 

Os negócios

 

  • 70% Das conversas de boca-a-boca têm impacto sobre a compra de uma marca.
  • 77% Do boca-a-boca é feito frente a frente.
  • -2% Do boca-aboca negativo = +1% de crescimento suplementar.

 

Os meios do marketing boca-a-boca

  • Frente a frente
  • Por telefone
  • Por computador
  • Por Tablet
  • etc…


As Decisões

  • 76% Das pessoas pensam que as empresas mentem na sua publicidade.
  • 67% Das decisões de compra são principalmente influenciadas pelo boca-a-boca.
  • 93% Das pessoas pensam que o boca-a-boca é a fonte de informação mais viável. 

 

As Consequência…

À vista destes números, todas as empresas têm interesse em favorecer o boca-a-boca para darem a conhecer os seus produtos e serviços.

Algumas empresas decidem ainda ir mais longe, e de fazer do boca a boca a sua estratégia de marketing principal.

Em vez de contratarem uma equipa de marketing e uma equipa comercial, decidiram remunerar os seus clientes que praticam o boca-a-boca de forma natural.

É aquilo a que chamamos grosso modo o marketing de rede e o que define ao fim ao cabo as empresas de multinível.

Se queres ganhar dinheiro para falar sobre produtos que usas e que gostas contacta-me. O Marketing de rede pode ser a solução que procuras!

Este é o meu modelo de multinível: SABER MAIS

 

Forte abraço!

Sequestro Emocional

Ainda consigo ficar admirado e perplexo, quando me deparo com situações que a meu ver são completamente surreais.

Quando duas pessoas que supostamente vivem uma relação intima, de casal, de confiança de respeito mútuo e de apoio incondicional, é suposto haver empatia certo?

Ainda consigo ficar admirado e perplexo, quando me deparo com situações que a meu ver são completamente surreais.

Quando duas pessoas que supostamente vivem uma relação intima, de casal, de confiança de respeito mútuo e de apoio incondicional, é suposto haver empatia certo?

É suposto um lado tentar colocar-se “na pele” do outro quando toca a tomadas de decisão.
 

Aquilo que tenho visto é que cada vez mais as pessoas não vivem uma relação…são apenas reféns da outra parte e vivem um sequestro consentido. 

Hoje testemunhei dois casos.

Num deles um senhor exemplar, educado, instruído, com uma “garra de vencer” incrível. Com cerca de 60 anos tomou uma decisão para a sua vida, uma decisão que lhe poderia trazer a curto prazo grandes benefícios materiais, financeiros e até emocionais. Hoje vim a saber que desistiu do seu sonho, porque a esposa não gosta, ou não acredita na visão que ele teve, que lhes iria permitir serem completamente livres e finalmente desfrutarem a vida. (Sim porque a concretização do sonho dele era precisamente a felicidade dos dois).

Não estamos a falar de um homem abordar a sua esposa e dizer-lhe:

– Amor, hoje converti-me ao Islamismo e vou casar com mais duas mulheres…mas não te preocupes que serás sempre a principal!

Estamos a falar de uma tomada de decisão que apenas implica trabalho e dedicação da parte da pessoa que a tomou..

O outro caso foi ao contrário, uma jovem professora, que decidiu perseguir o seu sonho, que decidiu fazer a tal “milha extra” que os outro não querem fazer para serem felizes, acabou por desistir porque:

– O meu marido não gosta….

Ok, sei bem que na Arábia saudita as mulheres não podem sair de casa sem serem acompanhadas pelo marido ou pelo pai, que não têm direito a votar, que não se podem sentar à mesa com os homens para comer, não podem guiar um carro…

…mas acho que isto se passa no Seixal…ou em Aveiro…já nem sei…

Enfim…quero deixar uma mensagem de senso comum a todos aqueles e aquelas que foram emocionalmente sequestrados:
NINGUÉM PRECISA DA AUTORIZAÇÃO DE NINGUÉM PARA SER FELIZ!
Nem da esposa, nem do esposo, nem de Deus, ou do Universo, ou de Allah, ou de qualquer poder superior com o qual te identifiques!

Essa autorização foi-te oferecida quando nasceste e chama-se LIVRE ARBÍTRIO!

Faz uso dele!